Exposição apresenta um novo olhar sobre Passo Fundo

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

O Instituto Histórico de Passo Fundo inaugura no dia 1º de agosto a exposição Aquarelas da Memória. As obras, em desenho aquarelado baseadas em fotografias antigas de Passo Fundo e, também, da observação in loco, são do arquiteto e professor da Universidade de Passo Fundo, Luiz Carlos Barbieux Oliveira. O arquiteto estará presente na inauguração da exposição e falará sobre o processo de criação dos desenhos, que surgiram como parte do Projeto de Extensão da UPF VivA! “Escritório modelo de arquitetura e urbanismo”. O professor seguiu com os desenhos como uma nova técnica para ele. “Aquarela era uma coisa que eu queria aplicar, aí comecei a pesquisar, a comprar equipamentos e comecei a fazer primeiro a Catedral”. Após esse desenho, sua ideia era continuar com as igrejas de Passo Fundo, mas a partir da observação de livros sobre a história da cidade ele mudou de ideia. “Retratar todos os prédios mais antigos de Passo Fundo que tenham um valor histórico”, conta o arquiteto sobre o processo.

O que no começo era um passatempo evoluiu para um projeto maior com mais de 50 reproduções. Ele também pensa em formas de divulgar os trabalhos, cogitando lançar um livro no futuro. A sua próxima exposição em parceria com o IHPF já está programada e exibirá desenhos da Gare na Galeria Estação da Arte, a partir do dia 13 de agosto.
Ele espera que as exposições resgatem espaços muitas vezes esquecidos. As imagens serão acompanhadas por contextualizações históricas produzidas pelo IHPF que contarão mais detalhes sobre os locais. “As pessoas talvez passem o dia nesses locais e não associam, principalmente os mais novos, isso faz com que as pessoas olhem, imaginem”, conclui Oliveira.

Instituto Histórico de Passo Fundo
O Instituto Histórico de Passo Fundo é uma entidade sem fins lucrativos com 65 anos de atuação com os objetivos de estimular, auxiliar e propor medidas que assegurem os estudos históricos, além de coletar documentos e acervos, tornando-os acessíveis à comunidade passo-fundense. Ele é formada por interessados na história local e regional. Atualmente, a entidade conta com mais de 15 mil páginas de documentação em seu acervo, localizado desde 2017 em sua sede definitiva, nomeada Dr. Carlos e Celina Madalosso.

Serviço
A exposição acontece na sede do Instituto Histórico de Passo Fundo, localizada na Rua Teixeira Soares, 1268. A inauguração, dia 01 de agosto, iniciará às 11h. O dia da inauguração foi alterado devido à mudança na data do evento “Conexão 12h de Cultura”. O desenhista Luiz Carlos Barbieux Oliveira estará presente no evento e contará detalhes sobre as obras. A exposição seguirá até o dia 12 de agosto.

Gostou? Compartilhe