Solidariedade para amenizar os estragos

Lagoa Vermelha conta com o apoio da comunidade com doações e trabalho voluntário depois que chuva de granizo deixou mais de 4 mil casas danificadas e 200 famílias desalojadas

Por
· 2 min de leitura
 Crédito:  Crédito:
Crédito:
Você prefere ouvir essa matéria?

Um dia depois da chuva de granizo que causou estragos em quatro mil residências e deixou mais de 200 famílias desalojadas em Lagoa Vermelha, a sexta-feira (18) foi de contabilizar os danos e começar o trabalho de reconstrução. A prefeitura montou uma estrutura com cinco pontos de cadastro para famílias que precisarão de telhas e centralizou as doações de roupas, cobertores, colchões, alimentos e demais itens de necessidade básica, no Ginásio Adolfo Stella. As aulas foram suspensas, por tempo indeterminado, em cinco escolas.


Na cidade, 16 bairros foram atingidos. No interior, também foram registrados estragos, mas em menor proporção, conforme o prefeito de Lagoa Vermelha, Gustavo José Bonotto. O levantamento da Defesa Civil aponta que 6,3 mil pessoas foram afetadas. A maioria dos desabrigados ficou em casas de familiares. Em torno de 30 famílias passaram a noite em abrigos públicos disponibilizados pela prefeitura. Ainda na noite de quinta (17), diversas famílias em situação de vulnerabilidade receberam marmitas doadas por empresas. Além disso, a prefeitura montou uma cozinha para fornecer alimentos aos atingidos.


Até à tarde de sexta, o município já havia consumido todo seu estoque de lona e de outros cinco municípios da região. As coordenadorias da Defesa Civil de Passo Fundo e Caxias do Sul estão prestando apoio ao município. A prefeitura deve decretar situação de emergência, conforme Bonotto.


Para o prefeito, o temporal causou o maior estrago dos últimos anos no município. Em 2017, Lagoa Vermelha havia sido atingida por uma forte chuva de granizo que, à época, havia danificado 2,5 mil residências. O município conta agora com a solidariedade da comunidade com doações e trabalho voluntário para auxiliar no encaminhamento das famílias atingidas pelo temporal.

 Estragos no estado

Pelo menos oito mil pessoas foram afetadas pelas chuvas intensas e queda de granizo. Lagoa Vermelha, Itapuca e Soledade foram os municípios mais atingidos. Uma ação conjunta de duas Coordenadorias Regionais de Defesa Civil distribuiu 4,8 mil metros quadrados de lonas para 700 famílias, ainda durante a madrugada.


Em Itapuca, aproximadamente 160 residências foram atingidas pelo granizo. Uma equipe da Coordenadoria Regional está na cidade auxiliando moradores e autoridades locais. No município de Soledade, cerca de 60 casas e 15 galpões foram danificados. A Defesa Civil do Estado entregou 1.800 lonas aos moradores atingidos. Na região sul do Estado, em Rio Grande, cinco famílias tiveram as residências parcialmente destelhadas e quatro estão desalojadas. A Defesa Civil enviou lonas e presta apoio aos moradores.

 

Previsão do tempo
O deslocamento de uma frente fria provocou chuva em todo o Estado na quinta-feira. O granizo que atingiu Lagoa Vermelha começou por volta das 15h30. A chuva permaneceu na sexta-feira, na região Norte do Estado.


De acordo com o Boletim Meteorológico Semanal da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, o tempo seco e com temperaturas amenas predominará em todo Estado neste sábado (19). No decorrer do domingo (20), a aproximação de uma frente fria vai provocar chuva em todas as regiões, com possibilidade de temporais isolados, fortes rajadas de vento e eventual queda de granizo.
Na segunda-feira (21), a propagação da frente fria manterá a nebulosidade e a chuva em todo Estado, ainda com risco de temporais. A partir da terça-feira (22), o ingresso de ar seco garantirá o tempo firme, com declínio das temperaturas em todo Estado.

 

Doações
Interessados em ajudas podem doar diretamente no Ginásio Adolfo Stella. A prioridade são alimentos, colchões, cobertas, produtos de limpeza, roupas infantis (masculinas). Quem não mora em Lagoa Vermelha também pode ajudar com doações em dinheiro, por meio de depósito bancário. A orientação é para que o doador identifique o CPF ou CNPJ.
Conta corrente: Abraça Lagoa
CNPJ 87.613.626/0001-51
Banrisul - 041
Agência: 0260
Conta Corrente: 04.81772.0-4

Gostou? Compartilhe