Temporal volta a atingir Lagoa Vermelha

Rajada de vento de 130 km/h derrubou 18 postes e deixou cinco ruas interditadas

Por
· 2 min de leitura
 Crédito:  Crédito:
Crédito:
Você prefere ouvir essa matéria?

Duas semanas após o temporal de granizo que atingiu Lagoa Vermelha ter danificado mais de 4,5 mil residências e causar um prejuízo material de R$ 6 milhões de reais, a cidade voltou a ser assolada por nova tempestade na madruagada de ontem (31).

 

Segundo a Estação Automática do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) de Lagoa, foram registradas rajadas de vento na faixa de 130 km/h. De acordo com o observador meteorológico da Embrapa/Trigo, Ivegdonei Sampaio, a velocidade dos ventos, são características de uma tempestade violenta. “O que causou a tempestade foi uma forte área de instabilidade, com nuvens muito carregadas, que avançaram desde a região sul do estado até a região norte”, explica.

 

Estimativa dos prejuízos
A assessoria de imprensa do município, estima que cerca de 70 casas foram atingidas pela tempestade, com um prejuízo em torno de R$ 500 mil reais. Em decorrência do vento forte, 18 postes caíram e cinco ruas ficaram interditadas. Até a metade da manhã, 27 mil residência ficaram sem energia elétrica, em razão das fortes descargas elétricas.

 

Ainda, segundo informa a assessoria, equipes da Prefeitura e da Defesa Civil Municipal estão realizando um levantamento inicial, em blocos nos bairros atingidos, para auxiliar as famílias afetadas. Até o final desta edição, o relatório oficial não havia sido divulgado pela prefeitura.

 

Situação de emergência

Na terça-feira (29) foi publicado no Diário Oficial da União o Decreto de situação de emergência em consequência da tempestade de granizo, que causou prejuízos ao município de Lagoa Vermelha, na quinta-feira (17).


A partir desta autenticação, divulgada na Portaria 2.532, os moradores que sofreram danos materiais em suas residências poderão sacar o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), e o Município terá a oportunidade de obter mais recursos a nível federal para os atingidos.

 

Acumulado de chuva em Passo Fundo
Em Passo Fundo, também na madrugada de ontem, o acumulado de chuva registrado em três horas foi de 30 mm. Uma rajada de vento foi registrada às 10h da manhã, com velocidade de 68 km/h, o que pode ser considerada uma ventania - segundo Ivegdonei. Ele afirma ainda que o acumulado de chuva no mês foi de 340 mm, 187mm acima da média. “Desde o mês junho não tínhamos um mês com chuva acima da média”, ressalta o observador meteorológico da Embrapa. Ao longo deste ano, o acumulado de chuva é de 1.433 mm, a média para os doze meses é de 1800 mm.

 

Previsão do tempo

Nos próximos dias, conforme informa o Boletim Meteorológico Semanal da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, a previsão meteorológica na sexta-feira (01/11), é de ar quente e úmido, com temperaturas superiores a 30°C, grande variação da nebulosidade e possibilidade de chuvas isoladas.

Gostou? Compartilhe