Congresso Internacional de Folclore celebra a arte, a cultura, a dança e a tradição

Primeira noite do evento foi constituída de apresentações artísticas internacionais

Por
· 2 min de leitura
 Convidados se apresentaram de maneira virtual (Foto: Reprodução) Convidados se apresentaram de maneira virtual (Foto: Reprodução)
Convidados se apresentaram de maneira virtual (Foto: Reprodução)
Você prefere ouvir essa matéria?

A noite da última terça-feira, 1º de junho, foi marcada pelo início de mais uma edição do Congresso Internacional de Folclore – Dança e Tradição. Realizado pela Faculdade de Educação Física e Fisioterapia da Universidade de Passo Fundo (Feff/UPF), o evento acontece de forma on-line, no Youtube, com o objetivo de promover o folclore como uma arte a ser valorizada e presente na cultura das pessoas.

A programação contou com a participação de representantes dos sete países convidados (México, Costa Rica, Colômbia, Peru, Equador, Chile e Argentina) que, durante suas falas, expuseram ao público aspectos culturais e históricos de suas nações. Além disso, houve apresentações artísticas dos países participantes.

A abertura reuniu diversas autoridades, dentre elas, o coordenador do evento, professor Me. Luís Gustavo Maias da Silva. “Que alegria poder saudar a todos os amigos do folclore. A cada um de vocês que nos acompanham, é uma satisfação ter a sua presença. Desde 2015, temos a honra de, através da Feff, apresentar um evento que nasceu em nossa cidade e que, a cada dois anos, temos a alegria e a satisfação de apresentá-lo. O Congresso envolve pessoas que vivem o folclore e, acima de tudo, amigos do folclore. Nossa responsabilidade é muito grande. Teremos duas noites de grandes aprendizagens e beleza artística”, disse.

A diretora da Feff, professora Me. Andréa Bona, deu as boas-vindas aos convidados. “O Congresso tem o intuito de valorizar, difundir, divulgar a dança, a cultura, a tradição. Tenho certeza de que essas duas noites serão de trocas, de compartilhares, de diálogos muito importantes. Que possamos juntos estar abertos a tudo aquilo que vai ser debatido, apresentado e compartilhado”, comentou.

A secretária de Cultura de Passo Fundo, Miriê Tedesco, desejou sucesso para o evento. “Trago, em nome do prefeito Pedro Almeida, votos de muito sucesso em mais essa edição do Congresso Internacional de Folclore – Dança e Tradição. É um alento ver que, a despeito de tudo que temos vivido há mais de um ano, que o coordenador Gustavo Maias, em conjunto com a Feff, por conta do apreço que devotam a arte, a dança, a tradição e ao folclore, conseguiram reunir esforços e dar vida outra vez ao evento. Encontros como esse certamente são combustível para que a cultura se fortaleça, os países se integrem e se congreguem”, afirmou.

Também presente, a secretária de Cultura, Esporte e Lazer de Marau, Josiane Bedin, sentiu-se feliz e honrada por poder falar sobre a valorização do folclore e da dança. “Marau, que por duas oportunidades recebeu o folclore em nosso município, neste ano, mesmo que de forma virtual, iremos participar, incentivando a cultura. Que o folclore e a cultura sejam cada vez mais valorizados em nossa região”, enfatizou.

O presidente do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), César Oliveira, parabenizou e saudou todos que construíram e estão construindo o que, segundo ele, é uma entrega riquíssima para a cultura. “Quero parabenizar a UPF e a Prefeitura Municipal, que desde 2015 promovem este trabalho indelével em prol do folclore e da tradição, não somente do município, mas do estado do RS, e por assim dizer, esta integração mundial. Que tenhamos todos a consciência de quanto é necessário produzir este conteúdo, pois a tradição e o folclore têm que acontecer num processo sucessivo. A tradição, ela passa de pai pra filho”, pontuou.

A abertura ainda teve a participação do representante da Rede Internacional de Unidanza, Alejandro Sepulveda.

Gostou? Compartilhe