Pesquisa sobre economia criativa será divulgada na terça

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Pesquisa inédita sobre o universo de profissionais que atuam em setores diretamente vinculados à cultura, criatividade, conhecimento e inovação mostra que a chamada economia criativa gera mais empregos do que segmentos tradicionais do Rio Grande do Sul, como a indústria calçadista ou o setor automobilístico.

Resultado de parceria entre a Secretarias de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag) e a Secretaria da Cultura (Sedac), o estudo foi elaborado por pesquisadores do Departamento de Economia e Estatística (DEE/Seplag). O levantamento mostra também que o RS tem cerca de 48 mil microempreendedores individuais que atuam em áreas como publicidade, artes visuais, ensino da cultura, design e moda entre outras atividades.

A divulgação de indicadores é dos eixos do RS Criativo, programa coordenado pela Sedac e que busca potencializar a economia criativa como instrumento de desenvolvimento socioeconômico do Estado.

 

Gostou? Compartilhe