Regison foi conferir os penteados da Rússia

Renomado cabeleireiro trouxe novos conhecimentos em perfeccionismo, elegância e romantismo das escolas russas

Por
· 2 min de leitura
Retornei ao Brasil cheio de ideiasRetornei ao Brasil cheio de ideias
Retornei ao Brasil cheio de ideias
Você prefere ouvir essa matéria?

Mais do que o aprendizado de uma viagem, Regison Fabiano entrou de cabeça nos penteados da Rússia. Fascinado pelas técnicas utilizadas, em janeiro deste ano o conceituado cabeleireiro de Passo Fundo arrumou as malas e foi conferir in loco o que andam fazendo com o cabelo das russas. E ele não esteve lá apenas para dar uma espiada. Foi para estudar, conhecer e buscar aperfeiçoamentos. Mas Regison não voltou somente com atualizações ou novas concepções. Trouxe conhecimentos de três escolas distintas, reunindo a técnica aprimorada, o lado fashion e, claro, um toque romântico indissociável da Rússia. Agora, no salão Robson Cabeleireiros, a cultura russa já ocupa um bom espaço. Está na cabeça da equipe e nos cabelos de privilegiadas clientes.

Mix: De onde surgiu a ideia de viajar à Rússia para estudar penteados?
Regison: A Rússia vem se destacando por seu trabalho singular nos penteados, porque são muito elaborados. Aliás, verifiquei inclusive semelhanças ao trabalho brasileiro nesse ponto. Porém me chamou a atenção a profundidade técnica com a qual os russos desempenham esse trabalho de penteados. Enquanto que nós, brasileiros, estamos acostumados a abusar da criatividade, os russos se sobressaem na técnica, o que justificou a minha ida àquele país. Frequentei três escolas russas e são maravilhosas.

Mix: E em relação ao aspecto profissional? Você entende que valeu a pena um alto investimento despendido na viagem? Compararia com os cursos que já fez aqui?
Regison: Parece-me que se aplica a mesma lógica em relação à comparação das cidades. Impossível a comparação de cursos realizados em países diferentes, porque são culturas e técnicas diversas. Entretanto, é indubitável que a experiência foi excelente e que, aliás, quero retornar para a Rússia. Os cursos foram maravilhosos. Inclusive pretendo retornar no ano vindouro, para realizar outros. Na primeira escola que frequentei, percebi que eles possuíam uma técnica muito perfeccionista e limpa. Na segunda, já verifiquei um estilo mais despojado, mais natural e muito elegante. Na terceira, tive uma professora romântica, que ensinava técnicas delicadas. E essa diversidade de experiências é incomensurável e muito enriquecedora. Em resumo, foi incrível e eu amei! Retornei ao Brasil cheio de ideias e novas técnicas!

Mix: Um rápido balanço festa experiência internacional.
Regison: Espero que tudo isso acresça à minha vida profissional, porque houve muita dedicação. Torço para que tenha mais oportunidades de viajar. Enquanto eu estava na Rússia, muitas pessoas estavam me acompanhando, e eu fico muito feliz de saber que estou as inspirando para fazer o mesmo. Desejo que o façam, especialmente a minha equipe. Também aprendi muito em relação à logística profissional, o que vai agregar em todos os setores do salão. Quero que todos os membros do salão, de todas as áreas, inspirem-se com essa viagem e busquem sempre o seu melhor, já que todos possuem um talento especial, que precisa ser desenvolvido. Agradeço a atenção de todos e convido-os para comparecerem ao salão.
(Matéria completa em nossa edição impressa)

Gostou? Compartilhe