Ação conjunta entre Polícia Civil gaúcha e paulista apura suspeita de estupro contra vulnerável

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

A Polícia Civil gaúcha, mediante troca de informações entre policiais da Delegacia Especializada na Proteção à Criança e ao Adolescente/DPCA de Passo Fundo e Delegacia de Polícia de Carapicuíba/SP, afastou de sua residência uma menor de 12 anos de idade na cidade paulista.

Após denúncia recebida pelos policiais da DPCA, que receberam a informação de que a menor havia confessado o fato a um amigo em jogo on-line, foram efetuadas diligências junto à Polícia Civil paulista, que deslocou agentes policiais até a residência da vítima, que confirmou os fatos, informando que o suspeito, seu padrasto, por diversas vezes tocou em suas partes íntimas.

O acusado não foi localizado. O Conselho Tutelar foi acionado e a menor foi encaminhada à casa de seus avós, até o esclarecimento dos fatos. A mãe da vítima informou nada saber acerca da situação. Foi instaurado inquérito policial, com a requisição de laudos periciais e representação judicial pela prisão preventiva do acusado.


Gostou? Compartilhe