Análise de imagens é o próximo passo da perícia em prédio da SSP

Por
· 1 min de leitura
Divulgação/SSPDivulgação/SSP
Divulgação/SSP
Você prefere ouvir essa matéria?

O trabalho pericial que pode apontar como aconteceu o incêndio que consumiu o prédio da Secretaria de Segurança Pública na quarta-feira, 17, entra uma nova etapa nesta semana: a análise das imagens obtidas e do depoimento das testemunhas, que foi acompanhado pelos peritos criminais. 

Por enquanto, não há previsão de voltar ao prédio para mais levantamentos. Isso só deve acontecer depois que o Corpo de Bombeiros encerrar o trabalho de resgate dos dois bombeiros que estão desaparecidos. Será necessário ainda garantir que o local não ofereça riscos para a realização da perícia. Também não há previsão de quando o laudo pericial ficará pronto. 

Uma equipe de peritos criminais da Polícia Federal prestou apoio técnico aos peritos do IGP e recriarão, em conjunto, um modelo 3D da edificação. O trabalho iniciou um dia após o incêndio. Peritos criminais e fotógrafos criminalísticos da Seção de Incêndio do Departamento de Criminalística realizaram inicialmente um levantamento fotográfico da situação externa do prédio, observando onde a estrutura está mais deteriorada. O trabalho prosseguiu no dia seguinte, quando foi usado um drone para registrar as áreas internas mais atingidas. As imagens devem ajudar a identificar as partes mais danificadas pelo fogo e compreender a dinâmica do incêndio e do desabamento. A planta do local também deve ser analisada.


Gostou? Compartilhe