Câmara adotará medidas de prevenção ao coronavírus

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Vereadores e servidores do Legislativo, juntamente com o enfermeiro Gilmar Antônio Felario Júnior, do setor de controle de infecções do Hospital de Clínicas, se reuniram na manhã de ontem, no Plenarinho da Câmara Municipal. O encontro foi comandado pelo presidente do Legislativo, vereador Saul Spinelli (PSB), que reforçou a importância do evento para que o convidado trouxesse as devidas informações e recomendações para prevenção ao vírus.


O assunto Coronavírus foi detalhado e tratado com muita atenção, as etiquetas respiratórias, a restrição do consumo de chimarrão e reuniões com grande aglomeração de público deverão ocorrer, para evitar risco de transmissões comunitárias.
A parte educativa do documento foi tratada especialmente na reunião, para que as ações que reúnam grande público sejam feitas com cuidados especiais. Ela também reforça o objetivo de combater o contágio entre a comunidade que frequenta a Câmara Municipal, e preservar a saúde pública neste momento, adequando as atividades legislativas.


Gilmar citou que essa postura do Legislativo em prevenir o contágio é um bom exemplo, endossando sobre as medidas, as quais já deveriam ter sido tomadas por alguns países antes de atingir os atuais números alarmantes de contaminação pelo vírus.
Em virtude da proporção dessa pandemia, algumas ações mais firmes deverão ser adotadas a qualquer momento. Inclusive, construindo um alinhamento com o Poder Executivo visando proteger toda a comunidade, especialmente as crianças, como a suspensão de aulas nesse período mais crítico de circulação do vírus.

 

Mudança em bolsa para estágios na Câmara

O Parlamento aprovou ontem,o Projeto de Lei (PL), de autoria da Mesa Diretora da Casa, que altera a legislação aprovada em 2019 sobre a inclusão de estágios não obrigatórios para estudantes na Câmara Municipal.

O texto da nova proposta altera os valores das bolsas oferecidas tanto para estudantes do ensino médio quanto do nível superior. De acordo com a justificativa, o projeto visa adequar os valores à realidade nacional, tornando mais atrativa a realização do estágio na Câmara.
Este projeto mantém os moldes do aprovado no ano passado, sobre não haver vínculo empregatício, tendo cada contrato de estágio estabelecido o período máximo de dois anos.

 

 

Gostou? Compartilhe