Chuvas beneficiam lavouras na região

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

As chuvas foram boas para as lavouras da região do Planalto, segundo o informativo conjuntural da Emater. No período houve chuvas regulares e bem distribuídas, somando 53,6 mm, sendo que o acumulado no mês até o momento é de 70,5 mm. A temperatura oscilou entre 18ºC a 25º C, intercalando-se dias nublados com ensolarados. A cultura da soja encontra-se na fase de desenvolvimento vegetativo 50% e floração 50%, favorecida pelas condições climáticas reinantes (umidade, calor e luminosidade). As plantas estão com ótima carga folhar e de boa sanidade. Os produtores estão aplicando fugincida e inseticida visando proteger as plantas da agressão de pragas e doenças. Os preços da oleaginosa despencaram nos últimos dias devido a projeção de boa safra na América Latina, e pressão de venda por parte dos produtores Norte Americanos.

Já o milho, segundo o informativo, encontra-se na fase de enchimento de grãos, apresentando bom potencial produtivo em virtude da boa tecnologia em que foram conduzidas as lavouras e pelas condições climáticas favoráveis ( umidade, calor e luminosidade), devendo apresentar rendimentos superiores a 8.000 kg/há. Os produtores que estão fornecendo milho verde aos quiosques da praia de Tramandaí e Torres estão vendendo a R$ 0,65 a espiga, perfazendo uma receita média por hectare de R$ 42.250,00. O preço do milho caiu nos últimos dias devido ao ingresso da safra nova no mercado e pela diminuição do ímpeto de compras por parte das integradoras.

Feijão
A cultura encontra-se na fase final de colheita sendo que aproximadamente 98% foi colhida com produtividade média em torno de 1.450 kg/há de boa qualidade. Os produtores estão enfrentando a concorrência do feijão importado da China, tido como de melhor qualidade e preços competitivos. Aproximadamente 85% da safra já foi comercializados, sendo que os produtores conseguiram preços entre R$ 100,00 a R$ 130,00/sc.

Gostou? Compartilhe