Atividade promoveu imersão no maior programa de melhoramento de trigo da América Latina

Por
· 2 min de leitura
Evento aconteceu na Sementes Butiá, com a participação de 320 pessoas de 40 municípios gaúchos e catarinenses.Evento aconteceu na Sementes Butiá, com a participação de 320 pessoas de 40 municípios gaúchos e catarinenses.
Evento aconteceu na Sementes Butiá, com a participação de 320 pessoas de 40 municípios gaúchos e catarinenses.
Você prefere ouvir essa matéria?

O dia campo da Biotrigo Genética desta safra, realizado na última terça-feira (22), fugiu do tradicional cenário do evento na sede da empresa, em Passo Fundo, onde cerca de 320 pessoas participaram de uma inédita imersão no melhoramento genético de trigo direto do campo de produção de sementes genéticas e básicas. O evento aconteceu na Sementes Butiá, em Coxilha, em um dos mais de 50 campos experimentais da Biotrigo e onde também acontece a produção de sementes com categorias superiores de trigo. O evento, que marcou a parceria de 30 anos de pesquisa entre a Biotrigo e a Sementes Butiá, reuniu toda a cadeia de trigo do Norte e Noroeste do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, com a presença de multiplicadores de sementes e produtores de trigo, engenheiros agrônomos, recomendantes e profissionais da indústria moageira.


Segundo Ottoni Rosa Filho, diretor e melhorista da Biotrigo, esse ano o dia de campo oportunizou a possibilidade de conhecer na prática e no campo, os investimentos e a tecnologia empregados no desenvolvimento das novas cultivares e na produção das sementes. “Nossos convidados puderam conhecer nosso programa sob a ótica dos processos de melhoramento genético, da experimentação e da produção de sementes e ter uma compreensão da amplitude do trabalho e tecnologia utilizada por ambas as empresas – Biotrigo e Sementes Butiá - ao longo das últimas três décadas e ainda conferir o que chegará num futuro bem próximo”, disse.


Verônica Bertagnolli, gerente comercial da Sementes Butiá, ressaltou a relação de confiança entre as empresas e a contribuição na criação de cultivares de trigo. “Somos testemunhas do que a Biotrigo fez pela triticultura nacional. Relembramos todos os desafios e principalmente as conquistas com a imensidão de variedades que foram criadas frutos dessa parceria de melhoramento genético ao longo desses trinta anos, somando mais de 50 cultivares que fizeram a triticultura brasileira evoluir de forma sustentável e, principalmente, com muita qualidade. Temos muito orgulho dessa parceria que impulsiona o crescimento da agricultura nacional e que produz o pão nosso de cada dia”, finalizou.


Safra 2019

A safra de trigo 2019 avança com bons resultados no Rio Grande do Sul. O estado é o segundo maior produtor do grão do Brasil, com 739,4 mil hectares semeados neste ano - 37% da área total de plantio. Algumas lavouras já estão em fase de colheita, mas a maioria encontra-se no de final da floração a enchimento de grãos. A diminuição de área em relação ao ano passado deve ser compensada pelo elevado potencial produtivo das áreas, com perspectiva de maior qualidade e rendimento de grãos. Além do clima propício, o investimento em cultivares com maior potencial e o manejo adequado estão sendo indispensáveis para formação do potencial visto até o momento.

 

Gostou? Compartilhe