Ernestina faz recadastramento imobiliário

Objetivo é cobrar de forma justa e devida o IPTU e aumentar a arrecadação

Por
· 1 min de leitura
Na primeira etapa, imóveis do perímetro urbano passam pelo recadastramentoNa primeira etapa, imóveis do perímetro urbano passam pelo recadastramento
Na primeira etapa, imóveis do perímetro urbano passam pelo recadastramento
Você prefere ouvir essa matéria?

A Administração Municipal está realizando o recadastramento imobiliário nas propriedades de Ernestina. A atualização no cadastro permitirá o aumento na arrecadação do município, com a cobrança de IPTU de todos os imóveis existentes, visto que esse é um importante recurso para os cofres municipais e, ao aumentar o orçamento, é possível executar mais melhorias para a comunidade em geral.

A atualização do cadastro imobiliário envolve a atualização do mapa, com o lançamento no sistema de todas as edificações com projeto. Para isso, é necessário um levantamento a campo com medição de todas as edificações sem projeto, bem como a atualização da numeração de lotes e números das casas. O trabalho tem sido desenvolvido pelo topógrafo Leandro José Oppelt.

Gostou? Compartilhe