Horto Medicinal resgata a Cultura Popular

Por
· 1 min de leitura
Iniciativa da Prefeitura de Tio HugoIniciativa da Prefeitura de Tio Hugo
Iniciativa da Prefeitura de Tio Hugo
Você prefere ouvir essa matéria?

Uma parceria entre as secretarias municipais de Saúde, Agricultura e Meio Ambiente e Emater/RS-Ascar, concretizou a montagem de um horto medicinal junto ao Posto de Saúde de Tio Hugo. A iniciativa surgiu após reunião entre a secretária de Saúde, Ana Silva, a fiscal ambiental do município, Viviane Granja, o engenheiro agrônomo, Osvaldo dos Santos Lima e o chefe do escritório municipal da Emater/RS-Ascar, Cláudio Carvalho dos Santos.

O espaço utilizado para implantação do horto medicinal fica ao lado da Unidade Básica de Saúde, em uma área que possuía apenas um gramado. A ideia tem como objetivo promover a saúde de forma alternativa, com o uso de plantas medicinais que são utilizadas tradicionalmente pela população. A construção deste espaço busca incentivar a comunidade a adotar essa ideia também em suas residências Após a montagem do projeto de execução, foi iniciada a instalação do horto pelas equipes das secretarias com o apoio do extensionista Claudio Carvalho dos Santos. A revitalização do local foi concluída no fim de novembro, onde foram aplicadas técnicas de paisagismo, e plantio de plantas medicinais, aromáticas e condimentares. No horto são cultivadas aproximadamente 30 variedades de plantas, todas bastante conhecidas pela população.

O incentivo ao cultivo de plantas medicinais:

As plantas medicinais, como o nome diz, são plantas com alguma capacidade para tratar doenças. Já as aromáticas podem ter efeitos medicinais, mas caracterizam-se principalmente por seu cheiro específico. As condimentares são plantas que servem como temperos de alimentos. Essas plantas possuem várias propriedades; além de aromáticas, servem também como tempero e como solução medicinal. O manjericão e a hortelã são exemplos claros de plantas que possuem essas três qualidades.

 Cláudio destaca que a Emater trabalha com o objetivo de resgatar o conhecimento e o uso das plantas medicinais com a finalidade terapêutica, a fim de contribuir com a qualidade de vida no meio rural e urbano. A secretária Ana Silva explica que o projeto com as plantas medicinais visa os cuidados com a saúde preventiva, e vem em consonância com as diretrizes da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares de Saúde, que tem como objetivo promover a saúde e o bem estar através do estímulo a alternativas inovadoras e sustentáveis.

O Horto Medicinal está localizado ao lado da entrada principal do Posto de Saúde (Lado direito de quem entra). Uma placa identifica o espaço, que foi implantado para incentivar as pessoas a cultivarem plantas medicinais, aromáticas e condimentares em suas casas.

Gostou? Compartilhe