Caminhoneiros e produtores rurais iniciam mobilização

Em Passo Fundo eles estão às margens da BR 285 convidando os profissionais da categoria a participar dos atos

Por
· 1 min de leitura
Mobilização é uma continuação dos atos do feriado de 07 de setembro (Foto: Luciano Breitkreitz/ON)Mobilização é uma continuação dos atos do feriado de 07 de setembro (Foto: Luciano Breitkreitz/ON)
Mobilização é uma continuação dos atos do feriado de 07 de setembro (Foto: Luciano Breitkreitz/ON)
Você prefere ouvir essa matéria?

Iniciou nesta quarta-feira (8), uma mobilização nacional capitaneada pelos caminhoneiros, com o apoio de produtores rurais, em continuação aos atos desencadeados no feriado de 7 de Setembro.

A mobilização acontece em todo o Brasil e, em Passo Fundo, a movimentação está concentrada na BR 285. Um dos participantes do ato é o presidente do Sindicato dos Transportadores Autônomos de Cargas de Passo Fundo e Região, Flávio Lunelli, que destacou que neste primeiro momento os caminhoneiros que transitam na rodovia são convidados a aderir ao movimento, mas que podem seguir viagem. Porém, à partir desta quinta-feira (9), a intenção é interromper permanentemente o trânsito no local.

A mobilização é motivada por duas pautas. A primeira é relacionada ao Marco Temporal, que irá definir o futuro das demarcações das áreas indígenas no Brasil, e a segunda um protesto contra decisões do STF.

Os manifestantes permanecerão às margens da BR 285 durante o dia, e também a noite. No local foi organizado uma estrutura para alimentação e para que eles possam pernoitar. Na tarde de hoje eles estavam recebendo doações de alimentos que ficavam à disposição dos manifestantes.

Além de Passo Fundo, os caminhoneiros e produtores rurais estão mobilizados em Mato Castelhano,

Ijuí, Santo Ângelo, Pontão, Marau, Casca, Vila Maria, Erechim, Coxilha, Getúlio Vargas. Em outros locais, como Santa Maria e Pelotas, o trânsito foi completamente interrompido.

Segundo Lunelli, a mobilização deve permanecer até que as suas pautas seja avaliadas em Brasília. 

Gostou? Compartilhe