Tratamento preventivo da hemofilia

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Pela primeira vez o Ministério da Saúde está recomendando que portadores adultos de hemofilia grave façam o tratamento profilático da doença com o uso de Fator VIII de Coagulação. Para isso, o ministério repassou às secretarias de saúde de todo o país mais de 150 milhões de Unidades Internacionais (UIs) deste medicamento, além de manter outras 200 milhões de unidades no estoque estratégico do órgão. O objetivo da recomendação é incentivar o uso preventivo de Fator VIII (plasmático) para evitar que o portador da doença tenha sangramentos nas articulações, principal característica da doença.

A recomendação para a chamada /profilaxia secundária/ da hemofilia grave está afinada às diretrizes da Organização Mundial da Saúde (OMS). O abastecimento do SUS com as mais de 600 milhões de unidades de Fator VIII será possível graças, também, à economia que o ministério vem obtendo a partir de mudanças na metodologia de compra de medicamentos para o SUS. Só na aquisição de hemoderivados (medicamentos derivados do sangue), o Ministério da Saúde conseguiu economizar R$ 50 milhões nos últimos 12 meses.

Gostou? Compartilhe