Bezerra de Menezes qualifica atendimento à comunidade

Uma ampla reforma na área interna propicia melhorias na infraestrutura

Por
· 3 min de leitura
Foto – Alex Borgmann/HCPFFoto – Alex Borgmann/HCPF
Foto – Alex Borgmann/HCPF
Você prefere ouvir essa matéria?

O Hospital Psiquiátrico Bezerra de Menezes iniciou uma ampla reforma de sua área física interna no mês de abril. A execução do projeto conta com a complementação de recursos municipais, empresariais e doações da comunidade ao aporte próprio do HC, que viabilizaram a aquisição de novos móveis, pintura e troca do piso interno das unidades de internação. A reforma inclui ainda as áreas de consultórios, postos de enfermagem, espaço de convivência de pacientes e para visita de familiares. A revitalização de mais de trinta leitos de internação já foi concluída e na próxima etapa mais leitos serão contemplados. Foram aplicados na reforma valores que integram os convênios firmados com a Prefeitura de Passo Fundo, na ordem de R$ 60 mil, prefeituras de Marau, Nicolau Vergueiro e Soledade, entre outras, e Associação de Municípios do Planalto, para a complementação de pagamentos relativos às internações dos municípios. Parte destes valores complementares foi investida na reforma.

Crescimento e fortalecimento

“O Hospital Psiquiátrico Bezerra de Menezes é fundamental para milhares de pessoas de centenas de municípios desta região do estado, por isso é que deve existir sempre uma mobilização da comunidade de proteção e de defesa do Hospital e a prefeitura fez a sua parte e continua fazendo a sua parte porque percebeu em determinado momento as dificuldades que o Hospital enfrentava. É justo que se comemore muito neste momento em que o Hospital faz investimentos, melhora suas instalações, e se prepara cada vez mais para servir por muitos anos a comunidade de Passo Fundo e de toda a região. É fundamental cumprimentar quem dirige o Hospital e todos aqueles que se mobilizam pelo seu crescimento e fortalecimento”, avaliou o prefeito de Passo Fundo, Luciano Azevedo. Com abrangência sobre cerca de 100 municípios, o Bezerra de Menezes oferece 82 leitose uma área de 6.000m².

Mobilização comunitária

O movimento comunitário em prol do HPBM iniciou em 2018, quando a instituição enfrentava dificuldades financeiras para a manutenção da estrutura e do atendimento. Com a contribuição da comunidade e valorização do papel do HPBM no cenário regional, várias mudanças foram concretizadas. O presidente do Hospital de Clínicas, instituição mantenedora do Bezerra, salientou que a participação da comunidade foi fundamental durante a fundação do Hospital e o resgate desta identidade foi retomado. “O Hospital Psiquiátrico Bezerra de Menezes iniciou suas atividades com o apoio da comunidade passo-fundense. Agora, ocorre o resgate da identificação comunitária desta instituição a nível regional em prol da qualificação da estrutura de atendimento e continuidade da prestação de serviços na área de saúde mental”, destacou Paulo Ferenci.

Troco solidário

A Campanha Troco Solidário da Rede de Farmácias São João arrecadou o valor de R$ 46.942,04 e também foi destinada à reforma. “Está na missão e nos valores de toda esta organização: servir é a melhor oportunidade que temos”, frisou o presidente da empresa, Pedro Brair. Os valores arrecadados em duas edições do Baile Preto e Branco, promovido pela Loja Maçônica Concórdia do Sul em auxílio ao Bezerra de Menezes somaram R$ 32.600. O advogado Alberi Falkembach Ribeiro, falecido recentemente, é outro exemplo, pois contribuiu voluntariamente com o valor de R$ 10.079.

Papel fundamental

“A viabilização destas melhorias foi possível graças ao envolvimento da comunidade, reconhecendo o papel fundamental que o HPBM possui. Este apoio não só garantiu a continuidade dos atendimentos prestados como também incentivou a valorização da equipe multiprofissional que se dedica a estes atendimentos psiquiátricos prestando um bom serviço à comunidade”, enalteceu o administrador do HC e HPBM, Luciney Bohrer. As melhorias contribuem para a qualificação do atendimento, conforme destaca o diretor técnico do hospital, Rogério Riffel. “No momento em que o hospital tem mais recursos, nada mais justo do que retornar isso ao nosso objetivo que é o paciente, o centro de todo o tratamento médico. Toda estrutura que a agente possa oferecer para o bem-estar do paciente é extremamente importante. Somos um bom exemplo também no combate à psicofobia, oferecendo um retorno à sociedade. Com o atendimento de bem-estar, respeito e acolhedor, estamos fazendo o combate a este preconceito”, preconceito”.

Gostou? Compartilhe