Testagem para Covid-19 em caminhoneiros que atravessam fronteiras com Argentina e Chile começa em 31 de maio

Passo Fundo será uma das cidades com ponto de coleta

Por
· 1 min de leitura
Os exames RT-PCR serão enviados para o Laboratório Central do Estado (Foto: Mufid Majnun/Unsplash)Os exames RT-PCR serão enviados para o Laboratório Central do Estado (Foto: Mufid Majnun/Unsplash)
Os exames RT-PCR serão enviados para o Laboratório Central do Estado (Foto: Mufid Majnun/Unsplash)
Você prefere ouvir essa matéria?

Entra em funcionamento em 31 de maio a coleta para testagem de Covid-19, com exames RT-PCR, dos caminhoneiros que transportam cargas pelas fronteiras Brasil-Argentina e Brasil-Chile, dentro do Projeto Vigilância de Fronteiras.

Os pontos estratégicos serão disponibilizados em municípios que são rotas de viagens, como Passo Fundo, Caxias do Sul, Vacaria, Bento Gonçalves, São Marcos,, Uruguaiana, Canoas, Cachoeirinha e Osório. O projeto conta com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do Exército.

O anúncio foi feito pela secretária da Saúde, Arita Bergmann, em videoconferência realizada nesta sexta-feira (21), quando foi definida a estrutura no Estado para a implementação de pontos de coleta.

"Os municípios estão estruturados para fazer os testes nos transportadores de carga. Conseguimos alinhar e definir os pontos de coletas e com isso selamos o compromisso de iniciar os testes no dia 31 de maio", afirmou Arita.

A secretária destacou ainda a importância da parceria com os postos da PRF e com o Exército para a logística de apoio. "Aproveitamos o potencial de todos porque unidos conseguimos resolver os problemas", avaliou.

Para realizar o teste RT-PCR, o caminhoneiro deverá portar um documento chamado Manifesto Internacional de Cargas (MIC), para provar que atravessará a fronteira do país. Todo o material recolhido nos pontos de coleta será enviado para o Laboratório Central do Estado, em Porto Alegre.

Gostou? Compartilhe