Gestantes, puérperas e pessoas com 45 anos podem se vacinar contra Covid-19 amanhã (19) em Passo Fundo

Pessoas com atraso na segunda dose da CoronaVac também serão vacinadas amanhã

Por
· 1 min de leitura
A vacinação será realizada no CTG Lalau Miranda (Foto: Divulgação/PMPF)A vacinação será realizada no CTG Lalau Miranda (Foto: Divulgação/PMPF)
A vacinação será realizada no CTG Lalau Miranda (Foto: Divulgação/PMPF)
Você prefere ouvir essa matéria?

Após o recebimento de mais de 2 mil doses de vacinas, Passo Fundo anunciou continuidade da vacinação contra Covid-19 neste sábado (19). O município ampliará a faixa etária para as pessoas com 45 anos completos ou mais, gestantes e puérperas.

A vacinação será realizada no CTG Lalau Miranda, das 8h às 13h. É necessário apresentar documento de identificação com foto, CPF ou cartão SUS e comprovante de residência. As gestantes também precisam portar a carteirinha de acompanhamento da gestação. Já as puérperas, que tiveram filho em até 45 dias, devem apresentar a certidão de nascimento da criança.

Segunda Dose

Amanhã (19) também será realizada a vacinação com segunda dose da CoronaVac para pessoas que estão com a aplicação em atraso. Mais de 800 passo-fundenses deixaram de fazer o reforço, conforme levantamento da Secretaria Municipal de Saúde.

A vacinação será somente no CTG Lalau Miranda, das 8h às 13h. É necessário apresentar documento de identificação com foto, CPF ou cartão SUS e carteirinha de vacinação com o registro da primeira dose.

O Município está chamando essas pessoas desde maio e, diante do recebimento de mais uma remessa para as segundas doses de quem está com atraso, a Comissão Intergestores Bipartite (CIB) definiu que as unidades que não forem aplicadas deverão retornar ao Estado para serem redistribuídas como primeiras doses. “Esse é um compromisso assumido pelos secretários municipais e pelo governo estadual. Até a semana que vem, teremos de fazer a devolução das doses não utilizadas. Por isso, estamos fazendo um alerta para que a população esteja atenta à sua carteirinha”, explicou a secretária de Saúde, Cristine Pilati.

A segunda dose é necessária para garantir a eficácia da vacina indicada pelo laboratório. “Além de aumentar a proteção contra a Covid-19, o reforço prolonga os efeitos da vacinação. Lembramos que a vacinação evita, sobretudo, os casos graves da doença”, pontua.

Notícia atualizada às 16h56

Gostou? Compartilhe