Corsan otimiza saneamento na região

Em Passo Fundo, os investimentos previstos em esgotamento sanitário totalizam R$ 35 milhões

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Três grandes municípios da região Planalto estão recebendo importantes investimentos na área de saneamento. A Corsan vem recuperando sua capacidade de investimento e aperfeiçoando o planejamento do trabalho, revertendo o processo de desmonte da companhia e oferecendo um serviço de maior qualidade à população. 

Em Passo Fundo, os investimentos previstos em esgotamento sanitário totalizam R$ 35 milhões. Cerca de 50 mil pessoas serão beneficiadas com as obras, alcançando 55% da população. Do total de 137 quilômetros de rede coletora de esgoto, 90 quilômetros já foram concluídos. Somente em 2012 foram assentados quase 44 quilômetros de tubulações. 

Em relação ao abastecimento, a Corsan vem modernizando o monitoramento do sistema, com a instalação gradativa de equipamentos de telemetria, o que permite uma maior segurança. Passo Fundo tem 17 reservatórios, que representam uma capacidade total de reservação de 17.500 m3. Pelo sistema de telemetria, sensores enviam via rádio informações ao Centro de Controle Operacional (CCO), permitindo o monitoramento em tempo real da situação dos reservatórios e a rapidez na tomada de decisões para a normalização do sistema, caso ocorra algum problema.

Este ano, os reservatórios da Rua João Catapan e da Avenida Brasil receberam os equipamentos. Dois sensores também foram colocados em adutoras de água, registrando dados como vazão e pressão. Está prevista a instalação de mais 20 sensores nas adutoras e redes de água, agilizando assim o trabalho da Corsan. 

O superintendente adjunto da Superintendência Regional Planalto (Surpla), Vlademir Rezende de Moura, destaca a importância destes investimentos principalmente no que diz respeito às obras de implantação e ampliação de esgotamento sanitário: "Significa que a Corsan iniciou a recuperação de um passivo histórico na área de esgotamento sanitário nos municípios da região". Com relação às melhorias no sistema de distribuição de água, Moura ressalta que a companhia está garantindo a normalidade do abastecimento à população, mesmo que venham a ocorrer novos períodos de estiagem. 

Devido à severa estiagem deste ano, a Corsan providenciou 5,5 quilômetros de adutora para a transposição das águas do Rio Jacuí. Este trabalho permitiu evitar o racionamento de água em Passo Fundo devido à falta de chuvas na região. Neste ano, foram substituídos 18,5 quilômetros de redes de distribuição de água, além de 3,8 quilômetros de novas tubulações implantados, ampliando a cobertura de água tratada na cidade. Este trabalho tem como objetivo melhorar a distribuição de água potável, levando um produto de qualidade à população de Passo Fundo. 

Com informações do Governo do Estado

Gostou? Compartilhe