Oitocentos pedidos esperando pelos padrinhos

Lançada na sexta-feira campanha Papai Noel dos Correios vai presentear estudantes de quatro escolas

Por
· 2 min de leitura
No primeiro dia da campanha, Mireli e Fernanda já foram aos Correios e definiram suas cartinhasNo primeiro dia da campanha, Mireli e Fernanda já foram aos Correios e definiram suas cartinhas
No primeiro dia da campanha, Mireli e Fernanda já foram aos Correios e definiram suas cartinhas
Você prefere ouvir essa matéria?

As quatro escolas, duas estaduais e duas municipais, conveniadas com o Papai Noel dos Correios, encaminharam um total de 800 cartinhas para a edição desse ano. A campanha começou oficialmente ontem, na agência central de Passo Fundo. O prazo para a entrega dos presentes termina em 7 de dezembro.


A definição dos quatro educandários foi feita pela secretaria municipal de educação e 7ª Coordenadoria Regional de Educação, considerando a situação de vulnerabilidade das crianças, como principal critério. Para preservar a identidade dos estudantes e cumprir a orientaçao do Ministério Público Federal, os Correios não divulgam os nomes das escolas e instituições que participam da campanha.


As própias escolas realizaram a primeira triagem das cartinhas. Pelas regras da campanha, não é permitido pedidos de alimentos, como cesta básica ou cesta de natal, equipamentos eletrônicos, incluindo computadores, celulares, tabeletes, câmeras fotográficas, entre outros.
Os correios receberam as cartas há 10 dias. Todas foram cadastradas no sistema e já estão disponibilizadas para o público. Não há limite de cartas por padrinho. Coordenador regional dos correios, Renan Caique Weber solicita que os presentes sejam entregues até 7 de dezembro. Segundo ele, a entrega nas escolas começa no dia 10. Segundo ele, a maioria dos pedidos é de roupas, brinquedos e material escolar. "Os pedidos são os mais variados. Antes da triagem final, encontramos um em que a criança pedia uma lasanha para a ceia de natal", comenta.
No primeiro dia da campanha, os padrinhos já foram em busca das cartinhas. Participando pela primeira vez do projeto, a estudante de agronomia, Mireli Schilichting, 23 anos, disse ter se sensibilizado com os pedidos. "A gente se emociona vendo o texto, os desenhos deles. São pedidos simples, mas que representam tanto para eles. Não adianta ter tudo e não olhar para o lado" comentou. A acadêmica havia escolhido duas cartinhas e disse que providenciaria a compra dos presentes ainda na tarde de ontem.


Já a servidora pública, Fernanda Oliveira, participa há oito edições do Papai Noel dos Correios. No início da tarde, ela já estava na agência para escolher as cartinhas. "Sempre pego mais de uma. O que mobiliza é a vontade de fazer uma boa ação, são crianças carentes que necessitam dessa ajuda", comentou.


Este ano, o Papai Noel dos Correios entra em sua 29ª edição. Nesse período, foram atendidos mais de 2,5 milhões de pedidos em todo o Brasil. No ano passado, em todo o RS, os correios receberam 49 cartas, sendo 36 mil delas adotadas. Em Passo Fundo, a participação tem sido de 100% desde 2010, quando o projeto adotou a parceria com as escolas.


No Rio Grande dos Sul são 91 pontos de coletas. Na região norte, o único ponto fica na agência da rua Moron, centro de Passo Fundo. "A intenção é proporcionar, através da solidariedade das pessoas, um natal mais feliz para essas crianças", comentou Weber.

Gostou? Compartilhe