OPINIÃO

Fatos 20.12.2018

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Rebuliço
Se alguém pensou que o ano estava terminando mais tranqüilo, ledo engano. A quarta-feira teve altos e baixos e foi de grandes emoções. A decisão do Ministro Marco Aurélio de Mello determinando soltura de presos condenados em segunda instância causou um rebuliço no meio jurídico e aventou a possibilidade de liberdade para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Durou pouco. À noite, atendendo a um recurso da Procuradora Geral da República, Raquel Dodge, o presidente do STF derrubou a liminar e empurrou para 10 de abril a decisão definitiva para o caso. Será a quarta vez que a corte se reúne para decidir sobre prisão em segunda instância. O último resultado expôs a divisão do Supremo: 5 x 6. Divisão que se estende para as interpretações de juristas e delegados de polícia. Ficou claro que, se fosse mantida, alguns juízes não cumpririam a liminar.


Licença
O vereador Saul Spinelli deve se licenciar do PSB nos próximos dias. Votou contra o projeto do Executivo que criou três novos cargos e lamentou falta de diálogo. Vai atuar como vereador independente até decidir o futuro.

 

Doação
Beto Albuquerque reforça trabalho em prol de doadores de medula. Conversou esta semana com os alunos formandos, na escola de formação da BM em Esteio, sobre o cadastro e doação. “Encontramos disposição e solidariedade nestes jovens que irão para as ruas em julho proteger os gaúchos. São mais de 2 mil em formação no RS. Em março voltarei com o Hemocentro para cadastrá-los no registro nacional de doadores de medula, REDOME”.

Extraordinária
Como de praxe, a Câmara de Vereadores deixa para a última hora a votação de projetos. Não venceu a pauta de ontem e vai realizar extraordinária hoje. É um sem sentido que não muda.

Gostou? Compartilhe