OPINIÃO

SUSAF

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Passo Fundo teve o privilégio de receber o credenciamento do Sistema Unificado Estadual de sanidade agroindustrial, artesanal e de pequeno porte - SUSAF, possibilitando assim que o município possa credenciar os laticínios a venderem seus produtos para outros municípios, assim como o SISBI – Sistema Brasileiro de Inspeção de produtos de origem animal, permite a venda em outros Estados. Ficamos felizes de termos nos envolvido desde o início nesta luta e na consolidação destas conquistas.

 

SUSAF II
No entanto, passando um ano e mesmo com esforços de muitos, Passo Fundo não tem nenhuma empresa local e de pequeno ou médio porte credenciada pelo SUSAF e, desta forma, o mercado da cidade é ocupado pelos produtos locais e também pelos de outras cidades de todo o Estado e inclusive de outros Estados do Brasil.

 

Vigilância sanitária
Olha eu sei que existem leis, regras e devem ser cumpridas de forma rigorosa, mas não venha nos iludir que todos os outros municípios podem efetuar estes credenciamentos e Passo Fundo não, pela falta de capacidade dos seus empresários. Olha não vamos nos iludir que Marau é melhor que Passo Fundo, Vila Maria é melhor que Passo Fundo, ou que os laticínios de lá estão adequados e os de Passo Fundos inadequados. O que falta são critérios de fiscalização, pois cada fiscal da vigilância mantem um ritmo e a cada visita aparecem novos apontamentos para a adequação. É correto fiscalizar, cobrar e apontar correções, mas lamentavelmente estamos com este ritmo beneficiando as grandes empresas que avançam cada vez mais com seus produtos, enquanto nossos pequenos empresários não possuem outra opção senão fechar.

 

Vigilância sanitária II
O que se faz necessário é que todos dialoguem e viabilizem o credenciamento e ao mesmo tempo cumpram a lei. Receber vários apontamentos a cada visita, não favorece nossos empresários, nossa economia e a geração de empregos. SUSAF urgente, não no papel, na prática.

 

Leite
Aliás onde terminou a novela da adulteração do leite com produtos tóxicos e cancerígenos? Onde estão os culpados? Multas para as indústrias e punição para os criminosos que não foram punidos, agora os pequenos produtores recebem diariamente leis e mais leis de Brasília que não servem para nada, além de atender os interesses dos grandes empresários. Triste realidade.

 

Câncer
Teremos na próxima sexta o I Fórum de prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer infanto-juvenil com a presença do pesquisador e médico do Hospital Pequeno Príncipe Dr. Bonald Cavalcante Figueiredo. O principal objetivo é falar e dialogar sobre o rastreamento da mutação no P53, que quando existe, aumenta em 50% as chances de evoluir o câncer. Este trabalho de rastreamento é feito no teste do pezinho e Passo Fundo é a primeira cidade gaúcha a fazer este debate. Avante. Inscrições pelo site do Hospital São Vicente de Paulo, e o Fórum será realizado dia 13 de setembro, às 19hs no auditório da Faculdade de Medicina da UPF, campus II.

 


O médico local e com trabalho reconhecido no Brasil tem também a tarefa de palestrar no Fórum sobre os desafios para tratamento do câncer infanto-juvenil e a realidade de Passo Fundo. Hoje com certeza estamos dando um grande passo para consolidar o município como um dos principais centros no País de tratamento do câncer em crianças e adolescentes. O Fórum é uma realização da Câmara de Vereadores de Passo Fundo e CACC – Centro de atendimento a crianças com câncer e conta com apoio dos hospitais e Faculdades de medicina.

 

 

Gostou? Compartilhe