Ações de conscientização marcaram a Semana do Trânsito

Ao longo de sete dias de programação, Passo Fundo foi palco para uma série de atividades alusivas ao Dia Nacional do Trânsito

Por
· 3 min de leitura
Dia Mundial sem Carro aconteceu domingo em Passo FundoDia Mundial sem Carro aconteceu domingo em Passo Fundo
Dia Mundial sem Carro aconteceu domingo em Passo Fundo
Você prefere ouvir essa matéria?

Já se tornou uma espécie de tradição. Anualmente, entre os dias 18 e 25 de setembro, entidades passo-fundenses unem forças para formar uma agenda coletiva alusiva à Semana Nacional do Trânsito. A data foi instituída pela Lei 9.503/97 e tem como objetivo fomentar a promoção, por órgãos de trânsito e sociedade civil em geral, de ações de educação e sensibilização em prol de um trânsito mais seguro para todos, além de estimular a reflexão sobre políticas públicas que possam diminuir o trânsito violento do país. Em Passo Fundo, com o tema “No trânsito, o sentido é a vida”, a programação incluiu diversas ações espalhadas pela cidade, em busca de um trânsito mais seguro.


Uma das últimas atividades a integrar a programação foi o “Dia Mundial Sem Carro”, promovida pela Universidade de Passo Fundo (UPF) a fim de promover a reflexão sobre alternativas que permitem um uso mais consciente de veículos.O evento se concentrou na Avenida Sete de Setembro e no Parque da Gare, em uma parceria entre a UPF e a Prefeitura Municipal, encerrando as atividades da Semana Nacional do Trânsito. A comunidade pôde conferir pista de trânsito infantil, passeio de bike dupla, brincadeiras para crianças, compartilhamento de bicicletas, aulas de dança, exposição de serviços, realização de exames e orientações sobre saúde, entre outras ações. De acordo com a coordenadora do evento, professora Eliara Riasyk Porto, além de todas essas ações, uma pesquisa de mobilidade também foi realizada por estudantes do Grupo Move UPF.
Para a reitora da UPF, professora Bernadete Maria Dalmolin, é fundamental que a Universidade atue em pautas relacionadas ao bem comum, como do meio ambiente. “Precisamos trabalhar essas pautas, como a questão do meio ambiente, mas também é muito importante que nós nos engajemos nas ações comunitárias tanto no sentido de nos inserirmos naquelas que existem quanto no sentido de provocarmos situações como essa”, disse.


O vice-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Antônio Thomé, também destacou a importância do tema para a comunidade. “A UPF, pelo segundo ano, está promovendo esse evento, integrando a comunidade em um importante ponto de vista que é a questão da sustentabilidade. No mundo, precisamos ter ações para proteger o meio ambiente e nem que seja um dia sem carro já é significativo para que a nossa sociedade entenda que precisamos evoluir nesse sentido. A gente pode viver sem carro. Hoje, existem outras opções, não é fácil mudar a cultura, mas é possível fazer um uso mais sustentável”, observou.


Balanço da Semana
Durante a Tribuna Popular de segunda-feira (30), na Câmara Municipal de Vereadores, o secretário executivo da Agenda 21 de Passo Fundo e integrante do Fórum de Mobilidade Urbana e Educação, Ademar de Oliveira Marques, usou o tempo para fazer um balanço sobre a Semana Nacional do Trânsito.


Na ocasião, Ademar lembrou que o Fórum é permanente e tem contribuído para a construção do Plano de Mobilidade Urbana, que foi entregue ao Executivo com várias sugestões de mudanças. Elas citam desde questões relacionadas às calçadas à acessibilidade para quem tem mobilidade reduzida. “A cidade não é só dos veículos, ela existe para as pessoas e este plano foi construído pensando nas pessoas. Esta Casa vai ter a oportunidade de votar o novo Plano Diretor do Município, no qual vão estar todas essas indicações para tornar Passo fundo uma cidade mais inteligente e sustentável”, argumentou. Ele aproveitou ainda para pedir o apoio dos vereadores na aprovação das alterações.


Diminui número de vítimas fatais no trânsito em Passo Fundo
Ações de educação para o trânsito, fiscalização e investimento na sinalização estão entre as justificativas para a redução do número de acidentes de trânsito no perímetro urbano de Passo Fundo. Até setembro deste ano, foram registrados cinco acidentes com vítimas fatais, número que chegou a 28 em 2014.


Para o secretário de Segurança Pública (SSP), João Darci Gonçalves da Rosa, a diminuição se deve ao esforço do Município em melhorar a sinalização e trabalhar a educação para o trânsito, que atende projetos específicos com pessoas vulneráveis. “Os números de vítimas fatais acompanham os números de vítimas de atropelamento, por isso, esse é um dos focos que trabalhamos desde 2016. O trabalho na educação, aliado à fiscalização e à engenharia, tem nos mostrado esse decréscimo na acidentalidade. Trabalhamos para baixar mais esse número e trazer mais segurança. Para que isso aconteça é muito importante a participação de todos, principalmente, os parceiros do trânsito”, disse.
Além das ações de educação e sinalização, a fiscalização ostensiva realizada pela SSP também pode ser apontada como uma das importantes influências para o resultado. Isto porque, constantemente, diversas operações são deflagradas no município, junto aos demais órgãos de segurança, dentre elas as operações do Balada Segura e as fiscalizações contra o consumo de bebidas alcoólicas em vias públicas.

Gostou? Compartilhe