OPINIÃO

Romaria

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

No dia 13 de outubro de 2019 acontece a 39º Romaria de Nossa Senhora Aparecida em Passo Fundo. Será um dia de procissão, de celebração da Eucaristia, de oração e de encontro de milhares de romeiras e romeiros oriundos de várias cidades. É o dia em que a Romaria fica mais visível, mas na verdade ela começou bem antes. Concluída a romaria de 2018, a equipe central foi pensando e encaminhando a de 2019. Centenas de voluntários foram mobilizados e encaminhando o que fosse necessário para acolher bem os romeiros. E cada romeiro e romeira foi planejando e alimentando o desejo de vivenciar a 39ª Romaria.


A romaria não é um evento isolado ou paralelo em relação aos grandes temas e preocupações da ação evangelizadora da Igreja. Na verdade, se constitui um evento muito favorável para conscientizar os fiéis e colocá-los em comunhão com a Igreja, particularmente da Arquidiocese de Passo Fundo.


“Aparecida nos chama para a missão” é o lema que norteia a 39ª romaria. O mandato de Jesus Cristo aos discípulos de irem pelo mundo anunciando o Evangelho está claramente expresso no nosso 17º Plano arquidiocesano da ação evangelizadora 2016-2019. O Papa Francisco também convocou todos os batizados para realizar no mês de outubro o Mês Missionário Extraordinário. Para ele “a missão é uma paixão por Jesus, e simultaneamente uma paixão pelo seu povo”.


Em primeiro lugar, só faz missão quem tem fé, amor a Deus e uma paixão por Jesus Cristo. Fé é adesão a Deus e aos seus ensinamentos. É deixar-se conduzir por Ele sabendo que nos conduz por caminhos de vida, seguros, ao encontro do próximo e rumo ao céu. O encontro pessoal com Jesus Cristo é de tal modo envolvente que desperta o desejo de apresentá-lo aos outros.
Em segundo lugar, faz missão quem tem uma grande paixão pelo mundo. Com frequência acentuamos as coisas erradas e os problemas do mundo. Sem dúvida, é preciso ver com os olhos de Deus todos os pecados existentes em nós e nos outros, para ter a atitude divina: “De tal modo Deus amou o mundo, que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna, pois Deus enviou o seu filho ao mundo, não para condenar o mundo, mas para que o mundo seja salvo por meio dele” (João 3, 16-17). 

Um tema sempre presente na romaria é a vocação, pois ela nasceu no Seminário. Lugar onde a arquidiocese de Passo Fundo acolhe jovens vocacionados que desejam ser padres. Lugar onde eles fazem o discernimento vocacional e são preparados para assumirem livremente o ministério presbiteral. Jesus pediu explicitamente que se rezasse nesta intenção, pois a “messe é grande e os operários são poucos”.


Outro tema que a romaria retoma é a Campanha da Fraternidade de 2019: “Fraternidade e Políticas Públicas”. A sociedade e a estrutura do Estado são olhadas e analisadas à luz da Palavra de Deus e da Doutrina Social da Igreja. A partir deste olhar chama os cristãos para assumirem a sua responsabilidade como cidadãos e promoverem o bem comum.


Cada romeira e romeiro tem as suas motivações particulares, mas quando se coloca em romaria partilha com outros o que tem em particular, como também assume para si as motivações da pessoa que caminha a seu lado. A coordenação da 39ª romaria convida para acolher as três grandes intenções da Igreja, sob o lema “Aparecida nos chama para a missão”.

 

Dom Rodolfo Luís Weber
Arcebispo de Passo Fundo
11 de outubro de 2019

Gostou? Compartilhe