Vereadores discutem o uso das câmeras de segurança

Por
· 1 min de leitura
 Crédito:  Crédito:
Crédito:
Você prefere ouvir essa matéria?

A reunião realizada na tarde da última quarta-feira (30), procurou esclarecer a informação sobre o uso das câmeras de segurança do Projeto Guardião, para emissão de multas na cidade. O objetivo segundo o propoente da reunião, vereador Marcio Patussi (PDT), era confirmar se o projeto do Executivo visa mesmo destinar os equipamentos instalados no município para flagrar e multar motoristas infratores.


O representante da Brigada Militar, tenente Geovani Ferreira, que acompanha o Projeto Guardião desde sua implantação em Passo Fundo, também enfatizou que o foco do projeto é a segurança, sendo que a questão de emissão de multas, através da Câmeras, teria relação com a prefeitura.


Nenhum representante do Executivo compareceu para esclarecer os detalhes do projeto. Desta forma, de acordo com o vereador Patussi, o Projeto Guardião corre risco de não receber muitos recursos das emendas impositivas, que são definidas pelos vereadores. “Fui um dos articuladores junto aos colegas para destinarmos emendas ao Projeto Guardião, porém, percebo que há uma resistência em beneficiar o Projeto se o mesmo desvirtuar do objetivo primário que é a segurança dos passo-fundenses e passar a multar”, afirmou.


Frente ao impasse gerado, os vereadores vão solicitar uma audiência com o Secretário Municipal de Segurança para esclarecer a situação. O prazo para apresentar emendas à Lei Orçamentária expira na próxima sexta-feira.

Gostou? Compartilhe