OPINIÃO

O homem que (agora) conversa com Deus

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

O jornalista que, nos últimos 68 anos, manteve os passo-fundenses com os ouvidos, literalmente, colados no rádio e os olhos atentos às páginas dos jornais e com o foco nas telas dos canais locais de televisão, aos 84 anos, nos deixou no dia 18 de agosto de 2019. Antonio Augusto Meirelles Duarte foi, sem sombras de dúvida, o profissional que por mais tempo atuou nos veículos de comunicação de Passo Fundo. Começou no rádio, passou pelos dois jornais diários da cidade e, sempre se reinventando, chegou às telas da TV Passo Fundo, pelo canal 26 da Net local, e, via Web, se fez presente em todos os lugares do mundo.
Antonio Augusto Meirelles Duarte nasceu, em Passo Fundo, no dia 19 de novembro de 1934. Filho do tenente Delmar Duarte, que integrava a Brigada Militar, e da professora de música Zaida Meirelles Duarte. Casou com Mary Raymundi Duarte e é pai do César Augusto, professor de inglês, Luis Felipe, advogado e engenheiro-agrônomo, e do Márcio Alexandre, que atua na área de comunicação. Além de avô do Gabriel, da Fernanda e da Beatriz.
Ao encerrar a sua jornada na Terra em 2019, Meirelles Duarte cumpriu uma caminhada de 68 anos no jornalismo. Iniciou em 1951, nos microfones da Rádio Vera Cruz, no município de Getúlio Vargas. No ano seguinte, em fevereiro de 1952, foi contratado pela Rádio Passo Fundo, onde se destacou como repórter e locutor esportivo. Teve passagem pela extinta Rádio Municipal. Foi colunista dos jornais Diário da Manhã e de O Nacional. Também foi correspondente, entre 1954 e 1971, da extinta Companhia Jornalística Caldas Junior. Criou e editou o Agro-Jornal, que, durante sete anos, circulou em 10 cooperativas agrícolas do RS. Dotado de múltiplos talentos, Meirelles Duarte trabalhou em rádio, em jornal e em televisão. Até pouco tempo antes da sua morte, além da coluna semanal em O Nacional, comandava três programas na TV Passo Fundo.
Na política local, Antonio Augusto Meirelles Duarte exerceu cinco mandatos de vereador, pelos quadros do PTB e do PMDB, sendo, em 2007, agraciado com o título de vereador emérito de Passo Fundo. Bacharel em Ciências Políticas, Jurídicas e Sociais, pela UPF, em 1979, foi escolhido orador da turma. Ingressou na Academia Passo-Fundense de Letras, em 1988, tendo presidido essa agremiação por cinco gestões. E foi Patrono da 21ª Feira do Livro de Passo Fundo, em 2007.
O que não faltou na vida de Meirelles Duarte foram medalhas, diplomas e títulos honoríficos: duas medalhas Fagundes dos Reis (1972 e 2002); Comunicador Destaque do Interior (2000); medalha Negrinho do Pastoreio (governo Pedro Simon); medalha Coronel Atílio Escobar (2007); Cronista Emérito da FGF (1982); Sócio Honorário da FGF (2002); e Sócio Honorário do Sport Club Internacional (2006), entre tantos outros.
Em 2018, Meirelles Duarte, acometido de um linfoma (câncer das células do sistema imunológico), iniciou o seu périplo de hospitalizações, tratamentos, períodos de melhoria e de recidivas da doença. Após 92 dias internado no Hospital de Clínicas (HC) de Passo Fundo, no começo de 2019, Meirelles deixou o leito 809 do HC, onde, segundo confidenciou, passou incontáveis horas conversando com Deus (não rezando). Parecia curado e em memorável recepção auspiciada pelo empresário Pedro Brair, que dirige a Rede de Farmácias São João, no dia 8 de março, foi reverenciado por familiares, amigos e admiradores, pela sua trajetória pessoal e profissional. Depois, seja vitimado pela recidiva do linfoma ou, poeticamente, no último dia 18 de agosto, chamado por um Deus saudoso das conversações mantidas durante o período de convalescência hospitalar, subiu à Casa do Pai. E as notícias que chegam do Paraíso dão conta que a sua inconfundível voz aveludada já é destaque no Céu. Requiescat in pace Meirelles Duarte!
CONVITE – Sessão Solene de Panegírico em louvor à memória do acadêmico Antonio Augusto Meirelles Duarte (1934-2019). Nesse sábado (23), às 10h, na Academia Passo-Fundense de Letras (Av. Brasil Oeste, 792). Venha prestar a sua reverência a Meirelles Duarte!

Gostou? Compartilhe