OPINIÃO

Alienação parental

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Tema importante a ser debatido pela sociedade em todos os espaços possíveis, pois tem causado situações desastrosas às nossas crianças e adolescentes em todo o Brasil. Lamentável o quanto os pais e familiares utilizam as crianças para atingir os ex-companheiros (as). Triste, muito triste, que as pessoas não entendam que isto além de crime, muitas das vezes é irreversível nas vidas dos seus filhos.

 

Alienação parental II
A falta de diálogo é o principal ator desta desestrutura familiar, pois tanto a mãe quanto o pai se sentem proprietários dos filhos e querem que os mesmos nutram os mesmos sentimentos de rancor pelos seus ex-companheiros.

 

Alienação parental III
O pior é que os Advogados nem sempre possuem o sentimento de colocar seus clientes a raciocinar e ver que os maiores prejudicados não são os ex-companheiros e sim os filhos. Neste momento trata-se de pessoas e pessoas inocentes e indefesas e não de patrimônio. Tratar este assunto com responsabilidade é com certeza ter maturidade e respeito com os seres humanos que dependem da gente e no caso dos Advogados, honrar o juramento que fizeram.

 

Judiciário
E desta forma o Judiciário passa a ter que decidir pelos pais, ou seja, fazer intervenções necessárias para colocar o mínimo de ordem nas relações que um bom diálogo poderia resolver. O Juiz por mais boa vontade que tenha e até mesmo conhecimento não consegue enxergar o que acontece dentro dos lares e até mesmo nas reais ações dos pais. Os juízes tentam na maioria das vezes defender as crianças e adolescentes daqueles que deveriam protegê-las.

 

Judiciário II
Alienação parental nem sempre é descoberta na primeira, e digo com muita tranquilidade em algumas situações quando se avaliam os prejuízos as crianças já passaram da adolescência, então os pais devem pensar e refletir nas falas e atitudes com seus filhos, pois no futuro a repulsa da prole é resultado do que se fez na infância.

 

Conselho Tutelar
As críticas são normais, mas gostaria que as pessoas que opinam sobre este órgão olhassem os inúmeros casos de violência dos direitos das crianças e adolescentes registrados diariamente. Não me refiro a discussões, castigos e tapinhas na “bunda”. Me refiro a abusos sexuais e ataques físicos que deixam as crianças espancadas e internadas no hospital. Nestes casos que, repito, não são poucos, o Conselho Tutelar de Passo Fundo tem sido um dos melhores do Brasil e mostra a defesa incondicional de nossas crianças.

 

Conselho Tutelar II
Porém, em outros casos infelizmente, o Conselho é usado pelos pais para se atacarem e desta forma plantam mentiras com acusações falsas com intuito de prejudicar os ex-companheiros. Triste realidade das famílias que são competentes para dotar seus filhos de bens de consumo, mas incompetentes para dar amor, exemplos e limites.

 

Rede de proteção
Urge a luta para fortalecermos a rede de proteção com psicólogos e assistentes sociais para que estes assuntos, verdadeiros ou não, tenham avaliação imediata e, com isto, os encaminhamentos necessários para as nossas crianças e adolescentes. Deixarmos todo este fardo para o Judiciário é de fato um caminho que não poderá solucionar de forma adequada todos os casos que tem surgido devido à falta de diálogo.

 

Pensamento: Infelizmente os filhos não escolhem os pais, ou seja, os casais se escolhem e depois da separação a consequência disto acaba por prejudicar aqueles que não tiveram escolhas.

 

Gostou? Compartilhe