Prefeitura de Passo Fundo e IMED firmam parceria para auxiliar pequenas empresas

O objetivo principal é conectar empresas e profissionais especializados da área de gestão, através de treinamentos e mentorias solidárias, auxiliando no combate aos impactos socioeconômicos ocasionados pela pandemia

Por
· 2 min de leitura
Foto: Arquivo/Agência BrasilFoto: Arquivo/Agência Brasil
Foto: Arquivo/Agência Brasil
Você prefere ouvir essa matéria?

A Fundação IMED e a Prefeitura de Passo Fundo firmaram um projeto de auxílio a micro e pequenas empresas com foco na tecnologia para retomar o andamentos das atividades prejudicadas pela pandemia. O projeto foi autorizado pelo prefeito Luciano Azevedo nesta terça-feira (21).

Segundo o presidente da IMED, Eduardo Capellari, “o programa de treinamento e mentoria para micro e pequenas empresas de Passo Fundo, que será executado pela Fundação IMED, tem como objetivo principal conectar empresas e profissionais especializados da área de gestão para auxiliar no combate aos impactos socioeconômicos causados pela pandemia. É uma iniciativa de suma importância para contribuir para que os empreendedores desenvolvam iniciativas que possam manter o nível de operação de empresas”, destacou.

A IMED é parceira do SEBRAE do Rio Grande do Sul e Nacional em diversos projetos voltados para a tecnologia, gestão e inovação como entidade executora do Programa Sebraetec, Programa Negócio a Negócio e o Programa Nacional de Educação Empreendedora. Por fim, outra iniciativa de estímulo ao empreendedorismo é a incubadora de negócios inovadores de base tecnológica INCUBATEC. Com tal expertise na área, a Imed coordenará o Programa de Treinamento e Mentoria para Micro e Pequenas Empresas de Passo Fundo.

O objetivo principal é conectar empresas e profissionais especializados da área de gestão, através de treinamentos e mentorias solidárias, auxiliando no combate aos impactos socioeconômicos ocasionados pela pandemia. “Vamos junto com a IMED prestar esse serviço de auxílio ao setor que mais está sendo prejudicado pela pandemia. Seguimos no combate ao coronavírus, mas também dando a devida atenção para que os negócios locais possam sobreviver a este período”, afirmou o prefeito.

Serão sete professores/profissionais da IMED que irão coordenar os atendimentos de mentoria com os empresários interessados em promover ajustes ou alavancar os seus negócios. O projeto está estruturado para atender 350 empresas na primeira etapa. com possibilidade de ampliação para até 1000 empresas até o final do ano. “Em parceria com a IMED, foi visto que o cenário econômico de Passo Fundo e região mostra que nos meses afetados pela parada integral ou parcial dos diferentes setores econômicos trouxe incertezas, prejuízos financeiros e dificuldades nas operações, principalmente, nas micro e pequenas empresas do município”, destacou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Carlos Eduardo Lopes da Silva.

Assim, o programa vem no sentindo de apoiar a retomada do crescimento econômico e se justifica na medida que cria mecanismos que podem melhorar as condições de empresas afetadas direta ou indiretamente pela pandemia, por meio de acesso de mentorias e treinamentos que auxiliem a gestão. A mentoria será realizada em até duas áreas da gestão, sendo elas: finanças, marketing e vendas, estratégia, contabilidade e gestão de pessoas.


Gostou? Compartilhe