Nascidos em 1957 e 1958 poderão receber a segunda dose da Coronavac nesta sexta-feira (21)

A vacinação deste público será realizada das 12h às 16h, no CTG Lalau Miranda

Por
· 1 min de leitura
Foto: Diogo Zanatta/PMPFFoto: Diogo Zanatta/PMPF
Foto: Diogo Zanatta/PMPF
Você prefere ouvir essa matéria?

A aplicação de segundas doses da Coronavac será ampliada, nesta sexta-feira (21), para pessoas que nasceram nos anos de 1957 e 1958. A vacinação deste público será realizada das 12h às 16h, no CTG Lalau Miranda.

A secretária de Saúde, Cristine Pilati, destaca que, entre essa quarta e quinta-feira, 2.630 pessoas, nascidas em 1956 ou anteriormente, concluíram o esquema vacinal com a Coronavac. "Conforme o quantitativo de doses disponíveis, vamos expandindo a faixa etária de vacinação. Se houver sobra de doses, serão chamados os grupos de pessoas nascidas em 1959 e 1960", afirma.

A vacinação será realizada somente no interior da unidade, sem drive-thru. Quem for de carro poderá utilizar o estacionamento da Prefeitura.

Será necessário apresentar documento de identificação com foto, CPF ou cartão SUS e carteirinha de vacinação com o registro da primeira dose.

Balanço das segundas doses

Na última remessa, o Estado enviou 3.760 doses da Coronavac para Passo Fundo. No entanto, conforme a secretária de Saúde, Cristine Pilati, esse número pode não ser a realidade em decorrência da quebra de doses dos frascos da vacina. “A Coronavac vem em frascos. Cada frasco deveria conter 10 doses, mas verificamos frascos com nove doses. Por isso, não há como afirmar que recebemos essas 3.760 doses”, considera.

Até essa quarta-feira (19), quando foi retomada a aplicação da Coronavac, mais de 3,9 mil pessoas estavam com a segunda dose atrasada. Dessa forma, a Secretaria Municipal de Saúde optou por vacinar com divisão das faixas etárias, priorizando as mais elevadas, segundo informações da assessoria de imprensa da PMPF.

A secretária considera que é necessário que a população com a dose atrasada esteja atenta ao cronograma de vacinação, divulgado pela Prefeitura diariamente. "A eficácia assegurada pela vacina está relacionada com as duas doses. Por isso, é importante que a população não perca a data de vacinação quando for possível receber o reforço", pontua.

Gostou? Compartilhe