Produtos de higiene são entregues à Fundação Lucas Araújo

Ação faz parte de campanha solidária de combate à pobreza menstrual, promovida pela Liga Acadêmica de Ginecologia, Obstetrícia e Sexologia da UPF

Por
· 1 min de leitura
Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação
Foto: Divulgação
Você prefere ouvir essa matéria?

A Liga Acadêmica de Ginecologia, Obstetrícia e Sexologia da Universidade de Passo Fundo (Lagos/UPF) entregou os produtos de higiene arrecadados na campanha de combate à pobreza menstrual para o Lar da Menina Pe. Paulo Farina da Fundação Lucas Araújo. A campanha foi promovida pela Lagos/UPF com apoio das Farmácias São João. Os kits de higiene foram entregues no final do mês de julho.

Entre os produtos arrecadados estão absorventes, sabonetes, escovas e pastas de dente, desodorantes, shampoos e papéis higiênicos. O Lar da Menina da Fundação atende cerca de cem meninas entre 14 e 15 anos em situação de vulnerabilidade social. "Essa doação foi muito importante para as meninas. Muitas vezes escondida, essa realidade existe e a Fundação, juntamente com os parceiros, como a UPF, trabalha para que elas tenham acesso à saúde e qualidade de vida", declara a coordenadora pedagógica do Lar da Menina Pe. Paulo Farina, Maristela dos Santos.

A presidente da Lagos, Laura Paggiarin Skonieski, que é acadêmica do curso de Medicina da UPF, explica que a “pobreza menstrual” é a falta de insumos e conhecimento sobre higiene menstrual. O acesso à higiene menstrual é considerado pela ONU um direito e, portanto, deve ser tratado como uma questão de saúde pública e de direitos humanos. “Buscamos por meio dessa ação combater a pobreza menstrual, não só doando os insumos necessários para a higiene íntima, como também realizamos cartas nominais para cada uma das meninas, que foram separadas pela faixa etária, explicando sobre higiene e saúde da mulher”, revela Laura, destacando que a Fundação é muito acolhedora e parceira nas ações de promoção de saúde para as meninas.


Gostou? Compartilhe