Movimentos sociais entregam cartas ao governador

Seguindo roteiro no município, governador atendeu representantes de bairros, que pediram o cumprimento das metas do Território da Paz

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Representantes de movimentos sociais aproveitaram a passagem do governador Tarso Genro ontem por Passo Fundo, para reivindicar. O presidente do Loteamento Jaboticabal, João Otácilio Pereira de Mello, entregou uma carta solicitando o cumprimento das metas estabelecidas pelo projeto Territórios da Paz.

Conforme o documento, o policiamento que deveria ocorrer durante as 24 horas, foi reduzido pela metade, ainda assim, dividido com outros bairros que não fazem parte do projeto. Na carta, assinada pelos presidentes de 10 bairros, e pelo presidente da União das Associações de Moradores de Passo Fundo (Uampaf), Marcos Aurélio Tumelero, consta que na região onde ocorreu a implementação do Território da Paz, a criminalidade chegou a cair 70%, mas com a redução do policiamento, esse número vem aumento novamente.

O governador também recebeu uma carta entregue pela presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (Comdim), Márcia Carbonari. Elas pedem a instalação de órgãos específicos para o atendimento de mulheres vítimas de violência, como um juizado especializado e Defensoria Pública. O governador disse que o documento será entregue à Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM), e que vai solicitar a vinda a Passo Fundo de representantes da pasta para tratar do assunto. “Ele também comentou sobre a possível vinda da Patrulha Maria da Penha” disse Márcia. A Patrulha é uma iniciativa da Secretaria da Segurança Pública, com o objetivo de divulgar a lei e realizar um trabalho preventivo para reduzir os incides de violência.

Gostou? Compartilhe