Novos ônibus devem chegar em 30 dias

Previsão estimada pela empresa determina que dentro deste período 10 veículos novos já começarão a operar em Passo Fundo

Por
· 2 min de leitura
Os veículos novos devem ser diferentes destes que já circulam pela cidade. Novo layout deve ser divulgado em breveOs veículos novos devem ser diferentes destes que já circulam pela cidade. Novo layout deve ser divulgado em breve
Os veículos novos devem ser diferentes destes que já circulam pela cidade. Novo layout deve ser divulgado em breve
Você prefere ouvir essa matéria?

Dentro de um mês 10 novos ônibus da Codepas estarão circulando por Passo Fundo. A previsão foi divulgada pela empresa através da fala de seu diretor, Tadeu Karczeski. Segundo ele, o processo está em fase de conclusão e, dentro de 30 dias, os novos veículos já deverão ser remanejados para operar nas linhas estabelecidas pela instituição. Por licitação, a empresa escolhida foi a Mascarello, de Cascavel, PR. O investimento total de pouco mais de R$ 3,5 milhões deve trazer a Passo Fundo ônibus já adaptados para receber o sistema de bilhetagem eletrônica e câmeras de monitoramento. “A princípio a Prefeitura vai, sim, implantar estes sistemas, então já estaremos preparados para receber as melhorias”, disse Karczeski.

Além disso, os novos ônibus também mudarão a cor: o atual vermelho será trocado pelo azul, verde e branco. O novo layout, no entanto, permanecerá em segredo até que os veículos saiam às ruas. Com o aumento da frota, alguns ônibus serão leiloados. Isso, no entanto, não deve ser resolvido imediatamente. “Antes disso vamos aproveitar para fazer as revisões necessárias daqueles que pretendemos continuar usando. Vamos ficar com a frota por mais um período até que coloquemos tudo em dia; aos poucos vamos adaptando”, afirmou. Com a aquisição, a Codepas amplia sua frota para 42 veículos. Hoje circulam pela cidade 24 carros. “Como a nossa frota é bastante antiga, geralmente seis ficam na oficina para reparos”, completou. No cenário do transporte público passo-fundense, a Codepas é responsável por 20% de operação na cidade – enquanto 80% fica a cargo da empresa vencedora da licitação que já está em andamento. O prazo de concessão será de 20 anos, sendo prorrogáveis por mais 10 anos.

De acordo com Karczeski, não será necessário contratar novos funcionários a partir da aquisição. “As linhas vão continuar as mesmas. Mais que isso, temos um projeto de readequar toda a empresa: fazer com que ela funcione mais enxuta”, pontuou ele. Isso significa, também, uma possível redução no número de linhas. A questão deverá ser definida pela Prefeitura, a partir da Secretaria de Transportes e Serviços Gerais. O secretário da pasta foi procurado, mas não se pronunciou a respeito.

Não funcionou

Os novos ônibus não contarão com o serviço de ar condicionado, por exemplo. Como explicou  Karczeski, a instalação destes equipamentos confere um custo de até R$ 0,15 a mais por passagem. “Além de ser um custo muito alto, não tem ar condicionado que resista ao abre e fecha das portas. Os trechos são muito curtos”, disse ele. Hoje apenas um veículo conta com o equipamento, que está desativado. As televisões que mostram informações também devem ser retiradas. “Não deu certo, então estamos retirando e aguardando que a empresa se manifeste”, terminou.

Gostou? Compartilhe