Cuidados com o carro e higienização garantem uma viagem segura durante a pandemia

Antes de pegar a estrada, mecânico alerta para a necessidade de manutenção do veículo

Por
· 2 min de leitura
Luciano Breitkreitz/ON Luciano Breitkreitz/ON
Luciano Breitkreitz/ON
Você prefere ouvir essa matéria?

Se o movimento nas estações rodoviárias deve diminuir no fim de ano, os deslocamentos familiares realizados em veículos particulares de passeio, neste período de festejos natalinos e de Ano Novo, trazem consigo a necessidade de adotar procedimentos básicos, porém essenciais, para garantir uma viagem tranquila e segura mesmo em contexto pandêmico.

Não raro, os motoristas se deparam com triângulos de sinalização na pista, automóveis estacionados nos acostamentos e inconvenientes que podem comprometer o orçamento destinado às férias por negligenciarem a manutenção preventiva do carro, como alerta o mecânico, Rafael Andrade. “A pessoa que compra um carro deve saber que ele precisa de revisão. Não tem outra forma, é preciso um olhar profissional”, diz. O arrefecimento, como explica, é um dos cinco pontos essenciais para checar antes de se aventurar por trajetos mais longos ou em viagens bate e volta. “Com a temperatura alta e o calor, se não der importância o motor não suporta”, afirma o profissional. A dica, segundo ele, é ficar atento ao nível do reservatório e não completar com água fria caso haja a indicação de estar abaixo do recomendado.

Um olhar mais demorado deve ser lançado, ainda, sobre a condição dos pneus e do pneu reserva. Isso porque, como menciona Andrade, são os pontos de contato do veículo com o asfalto que, no verão, pode chegar a 50°C. “É importante, também, revisar a suspensão e manter o alinhamento e a geometria do automóvel”, enfatiza. A condição dos freios, óleo, pastilhas e filtros, para ele, são outros fatores fundamentais a serem checados antes de ligar o motor para assegurar que o deslocamento seja seguro para os ocupantes do veículo e terceiros que fazem a mesma rota ou o percurso inverso. “Um carro popular gasta, em média R$ 600 para a revisão. Se estourar a correia, por exemplo, danifica o motor e os custos se elevam podendo chegar a 2 mil”, sinaliza. “Os automóveis seguem um protocolo de manutenção. O ideal é fazer, no mínimo, duas vezes por ano em carros de boas condições de uso diluindo essas idas ao mecânico ao longo do ano porque, às vezes, uma revisão preventiva acaba se tornando corretiva”, afirma.

A parte elétrica e de luzes deve ter uma atenção especial, de acordo com o mecânico, não apenas por dificultar a visão do condutor na estrada, mas também porque ele pode ser multado pelos policiais rodoviários. Segundo o Código de Trânsito Brasileiro, circular em vias públicas com defeitos no sistema de iluminação, sinalização e luzes pode render uma multa de R$ 130,16, quatro pontos na Carteira de Habilitação e até a retenção do veículo por serem consideradas infrações médias.

Cuidados na pandemia

Embora o uso de máscara não seja obrigatório dentro dos carros particulares, manter a limpeza veicular em dia é outra medida importante para reduzir o potencial de contágio pelo coronavírus entre os ocupantes durante a viagem. “Manter o ar condicionado é fundamental, assim como fazer a troca de filtro e higienização. Gasta, no máximo, R$150 e é importantíssimo ainda mais na situação que estamos vivendo hoje”, recomenda Andrade.

Gostou? Compartilhe