Porta para novos artistas

Em comemoração ao aniversário de dez anos, produtora Fábrica Sonora realiza competição voltada a músicos e bandas da região, com prêmio final de R$ 10 mil

Por
· 2 min de leitura
 Crédito:  Crédito:
Crédito:
Você prefere ouvir essa matéria?

Músicos da região que sempre sonharam em ver seu som sendo produzido em um estúdio profissional têm, agora, uma oportunidade de ouro. Completando dez anos de trajetória, a produtora de conteúdo Fábrica Sonora lançou neste mês um concurso cultural chamado “A Fábrica é 10”, que visa conhecer e reconhecer talentos de Passo Fundo e região. A competição é voltada para artistas, duplas e bandas de todos os segmentos musicais – ou, como descreve o músico e relações públicas da Fábrica, Ihago Jury, “para desde quem canta no chuveiro até bandas que já têm trabalhos lançados” – e vai presentar o grande vencedor com um prêmio no valor de R$ 10 mil: são R$ 2 mil em dinheiro para gastar como quiser e R$ 8 mil em serviços que incluem a produção de um single, a gravação e edição de um web clipe, um ensaio fotográfico e marketing digital. A inscrição é gratuita e pode ser feita pelo site fabricasonora.com, até o dia 15 de novembro.

CEO da produtora, Cristian Dal Solio explica que a iniciativa surgiu com o propósito de abrir portas para artistas ainda desconhecidos ou que não tiveram a oportunidade de produzir um trabalho de qualidade. “Queremos ser uma porta para quem quer entrar no meio artístico. Não estamos fechando nenhum contrato e nem condicionando ninguém a nada. É simplesmente para produzir um conteúdo de qualidade e entregar esse trabalho para que o ganhador possa usar como trampolim para realmente ingressar na carreira artística. Esperamos tirar aquele talento que pensa não ter uma oportunidade ou que pensa que certas coisas só acontecem fora da nossa região e mostrar que não. Hoje, ótimos trabalhos podem ser feitos aqui e vistos pelo mundo do lugar onde você estiver”.

O produtor destaca ainda que o concurso serve, também, como uma vitrine para esses novos artistas. Ele não descarta a possibilidade de que a iniciativa sirva como um meio de descobrir novos talentos, que podem ser procurados profissionalmente pela produtora. “Nada impede que, por meio do concurso, a gente veja novos talentos e queira fazer ainda mais. Existe muita gente boa que nunca vai ser vista porque não se mostra. E está uma dinâmica tão massa esse concurso que estamos pensando em fazer outros, justamente para movimentar toda a cena”, adianta.

Como participar

O concurso é gratuito e acontece em três fases. A primeira delas é o preenchimento da ficha de inscrição online, no site da Fábrica Sonora, até o dia 15 de novembro. Na plataforma, está disponível também o regulamento completo da competição. Depois, os interessados encaram a segunda etapa, quando submetem seus trabalhos para apreciação da produtora e, também, quando acontecem desafios e votações. Já na terceira etapa, os artistas pré-selecionados encaram a avaliação de um júri técnico, que irá decidir quem segue para a final, ainda sem data definida. “Teremos um júri técnico para cada estilo, para não ter uma disparidade. Como ofertamos a participação tanto para quem canta no chuveiro, quanto para quem está com o pé na estrada, é mais justo”, explica Ihago.

Gostou? Compartilhe