ECONOMIA - Cesta básica de Passo Fundo registra alta de 1,09% em março

Por
· 1 min de leitura
Divulgação/ON Divulgação/ON
Divulgação/ON
Você prefere ouvir essa matéria?

O custo dos produtos que compõem a cesta básica apresentou alta de 1,09% em março, quando comparado com os preços médios praticados no mês de fevereiro, em Passo Fundo. O boletim mensal é divulgado pelo Centro de Pesquisa e Extensão da Faculdade de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis da Universidade de Passo Fundo (Cepeac/UPF). 

No mês de fevereiro, foram necessários R$ 1.130,37 para a aquisição da cesta. Já em março, o custo foi de R$ 1.142,70, o que representa uma alta de R$ 12,33 por cesta. Já nos últimos 12 meses, o custo apresentou uma alta de 22,83%, passando de R$ 930,28 em março de 2020 para R$ 1142,70 em março de 2021, ou seja, uma alta de R$212,42.


Mamão apresentou maior alta

Dos dez itens que apresentaram maior alta de preços, sete são pertencentes ao grupo da alimentação, que representa o maior peso da cesta básica. Os produtos que acumularam maiores altas no mês foram: mamão, sal e óleo de cozinha, com preços majorados em 31,90%, 12,10% e 10,01%, respectivamente. Já os produtos que tiveram maior queda foram: iogurte, maçã e tomate, com preços reduzidos em 18,85%, 18,30% e 7,33%.

Gostou? Compartilhe