Rede municipal de educação terá ferramenta digital para acompanhamento pedagógico

Objetivo do sistema elaborado a partir das demandas da Secretaria Municipal de Educação é facilitar o agrupamento de dados coletados em todas as escolas de ensino fundamental, direcionando ações pedagógicas mais próximas da realidade de cada aluno

Por
· 1 min de leitura
Formatação desta ferramenta utilizada pela Secretaria de Educação é considerada essencial (Foto: Diogo Zanatta/PMPF)Formatação desta ferramenta utilizada pela Secretaria de Educação é considerada essencial (Foto: Diogo Zanatta/PMPF)
Formatação desta ferramenta utilizada pela Secretaria de Educação é considerada essencial (Foto: Diogo Zanatta/PMPF)
Você prefere ouvir essa matéria?

A Prefeitura de Passo Fundo, através da Secretaria Municipal de Educação, vem desenvolvendo, desde junho, uma ferramenta digital e informatizada para auxiliar o agrupamento de dados coletados em todas as escolas da rede municipal de ensino, permitindo a adoção de projetos e programas pedagógicos ajustados à realidade de cada instituição e aluno.

Conforme o prefeito, Pedro Almeida, é fundamental investir em iniciativas que tornem a tecnologia uma ferramenta concreta na realidade de todas as estruturas da administração pública, sobretudo àquelas relacionadas a Educação. “A educação vem passando por uma série de transformações, muitas delas aceleradas em razão da pandemia e das dificuldades provocadas pelo isolamento social. A Prefeitura está trabalhando em mecanismos que assegurem a recuperação dos conteúdos pedagógicos a todos os estudantes, garantindo um ensino de qualidade”, comentou ele.

De acordo com o secretário de Educação, Adriano Canabarro Teixeira, diante deste cenário é fundamental trabalhar com dados e informações que mostrem qual o impacto direto da pandemia no dia a dia dos estudantes. “O período de pandemia criou um contexto absolutamente desafiador para a Educação em todo o mundo. Redes de ensino, escolas, educadores, estudantes e famílias tiveram que criar alternativas para a manutenção de processos educativos em um contexto desconhecido, inicialmente remoto e, posteriormente, híbrido. Entretanto, existem inúmeros estudos que indicam um conjunto de desdobramentos da situação de isolamento social sobre o desenvolvimento cognitivo e sobre a aprendizagem dos estudantes”, argumentou ele.

Por isso, explicou Teixeira, a formatação desta ferramenta utilizada pela Secretaria de Educação é essencial. “Este sistema nos permite analisar os dados com mais velocidade, o que nos garante uma maior potência e assertividade na construção de diferentes estratégias e propostas de ensino, baseadas no Documento Orientador do Território Municipal de Passo Fundo e que norteia os currículos escolares”, complementou o secretário, destacando que os desafios impostos no contexto exigem agilidade e estratégia para se conhecer o que não foi aprendido durante o período de isolamento. “A avaliação diagnóstica dos estudantes do ensino fundamental cumpre o objetivo de identificar possíveis lacunas de aprendizagem, criar estratégias junto às coordenações pedagógicas a partir de um levantamento exato da situação de nossa rede por meio de uma ferramenta digital de análise de cada estudante do Ensino Fundamental”.

Gostou? Compartilhe