Tarso volta de férias e empossa novos titulares

Vinícius Wu assumiu a Secretaria-Geral de Governo e Ricardo Zamora, a Chefia de Gabinete do Governador

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

A primeira semana de trabalho após o retorno das férias do governador Tarso Genro  começou com a posse, na manhã desta segunda-feira (14), dos novos titulares da Secretaria-Geral de Governo (SGG) e da Chefia de Gabinete do Governador. No Salão Alberto Pasqualini, Vinícius Wu e Ricardo Zamora foram empossados na presença de autoridades municipais, estaduais e da deputada Mirian Marroni, que comandou a SGG em 2012. 

Miriam abriu a cerimônia expondo os principais avanços da secretaria sob sua titularidade, a exemplo do Comitê de Gestão de Entraves, criado para antever problemas e equacionar dificuldades relacionadas ao cronograma dos projetos estratégicos. Durante sua passagem na pasta, a deputada também conduziu a readequação da carteira de projetos estratégicos e o processo de ajustes na dinâmica de monitoramento. "Saio com a certeza de que todas as obras serão executadas", disse. 

Zamora, advogado e até então assessor jurídico da Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica (CGTEE), agradeceu a confiança do governador e falou sobre a importância da posição à frente do gabinete de Tarso. "A Chefia de Gabinete é um cargo eminentemente político. Há um descrédito generalizado da população quanto às funções públicas, mas só a política pode mudar a política. Vou honrar este cargo com humildade, disciplina e perseverança", afirmou o advogado, que conheceu Tarso Genro em 1983, quando estudava direito em Santa Maria. 

Vinícius Wu, que esteve à frente do gabinete de Tarso desde o início da gestão, em janeiro de 2011, encara o novo desafio como um reconhecimento ao trabalho de sua equipe ao lado do governador, quando implantou projetos como o Gabinete Digital, as Interiorizações do Governo, o Pacto Gaúcho pela Educação Profissionalizante e o ProUni RS. Em seu discurso, Wu elencou cinco pontos em que o governo superou os desafios colocados para a primeira metade do mandato: a retomada das funções públicas do estado, a recuperação da capacidade de investimento, a organização do Sistema Estadual de Participação, a estabilidade política necessária para governar e o protagonismo do Rio Grande do Sul nas agendas nacional e global. 

Transparência é o principal desafio 
Consideradas as conquistas dos dois primeiros anos de governo, Wu acredita que 2013 será o ano da execução. O novo secretário também declarou que sua gestão será marcada pela abertura de informações ao público, integrando a Sala de Gestão ao Sistema de Participação por meio das ferramentas do Gabinete Digital. "Vivemos em uma sociedade em rede, onde não há mais espaço para o sigilo e a confidencialidade. A transparência é o maior desafio dos governos neste início de século", pontuou Wu. 

O governador Tarso Genro encerrou a solenidade saudando os novos secretários, agradecendo ao empenho da deputada Miriam Marroni no comando da SGG e traçando um panorama dos avanços do governo. Tarso lembrou que sua gestão buscou um caminho alternativo ao do Consenso de Washington, que preconizava o enxugamento das funções públicas, o arrocho salarial e a redução dos investimentos. "O Rio Grande do Sul não é qualquer Estado. Temos uma posição privilegiada no Mercosul, uma matriz agrícola e industrial invejável e um grande acúmulo de experiências positivas para sair da crise se desenvolvendo. Há centenas de obras em andamento em todo o estado, e neste ano vamos dobrar este número", concluiu. 

Gostou? Compartilhe