Pai e filha morrem afogados em Santo Expedito do Sul

Por
· 1 min de leitura
Divulgação/ON Divulgação/ON
Divulgação/ON
Você prefere ouvir essa matéria?

Claudiomar Slongo, 41 anos, e sua filha Laura Pansera Slongo, 11 anos, morreram afogados no último domingo (22) em Santo Expedito do Sul. Eles estavam com familiares em uma área de lazer às margens do rio Forquilha, na comunidade de Rincão Bonito, interior do município, quando se afogaram.

Segundo informações dos bombeiros voluntários de Sananduva, que atenderam a ocorrência, a menina caminhava em uma parte rasa do rio, quando caiu em um buraco. O pai, no intuito de salvá-la, pulou em seguida e também se afogou.

A menina foi localizada momentos depois por populares, ela foi levada ao serviço hospitalar de Santo Expedito do Sul, mas já chegou ao local sem vida.

Desde a tarde de domingo, os bombeiros voluntários mantiveram as buscas por Claudiomar. Seu corpo foi encontrado somente na manhã desta segunda-feira (23), por volta das 7 horas. Ele foi localizado cerca de cinco metros de onde estava a filha, em uma profundidade de aproximadamente dois metros.

O sepultamento de Claudiomar e Laura aconteceu na tarde desta segunda-feira, no Cemitério Municipal de Sananduva, na cidade onde a família morava.

Ainda durante a tarde, a Câmara de Vereadores de Sananduva divulgou uma nota onde lamentou a morte dos dois. “Não temos mais palavras para expressar todos os nossos sentimentos. Pedimos a Deus que conforte o coração dos familiares e amigos neste momento de dor”, diz a nota.

Gostou? Compartilhe