Servidores penitenciários reivindicam prioridade para vacinação contra Covid-19

Por
· 1 min de leitura
Divulgação/ON Divulgação/ON
Divulgação/ON
Você prefere ouvir essa matéria?

Nesta semana, o Ministério da Saúde autorizou o reenquadramento dos profissionais de segurança no primeiro grupo do Plano Nacional de Imunizações (PNI). A medida era uma reivindicação dos profissionais da área, entretanto, a autorização não faz referência aos servidores do sistema penitenciário. Na última semana agentes de Passo Fundo realizaram uma mobilização em frente ao presídio regional solicitando a inclusão dos servidores da categoria no grupo prioritário para vacinação.

Com a nova determinação do Ministério da Saúde, os servidores solicitaram junto à Secretaria Estadual de Saúde o reconhecimento da categoria no grupo no grupo prioritário. “Encaminhamos hoje à Secretaria Estadual de Saúde informação com o quantitativo de servidores que atuam no sistema prisional bem como novo pedido de enquadramento das atividades desempenhadas pelos servidores da Susepe nas hipóteses contidas na nota técnica federal hoje publicada. Aguardaremos com expectativa a definição da Secretaria da Saúde em relação ao pedido e ao número de vacinas que serão disponibilizadas para que possamos formular, com celeridade, o nosso plano de imunização”, afirmou o secretário de Segurança Pública, César Faccioli.

A vacinação dos agentes penitenciários é visto pela categoria como uma ação mitigatória fundamental para evitar a contaminação da população carcerária e para conter o agravamento da pandemia, dentro dos presídios. 


Gostou? Compartilhe