Polícia Federal prende quatro pessoas por comercialização de aves da fauna nativa brasileira em Passo Fundo

Sete araras e papagaios foram apreendidos e quatro pessoas presas em flagrante

Por
· 1 min de leitura
Os policiais monitoraram e abordaram um veículo estacionado em frente ao hotel onde ocorreria a transação (Foto: Divulgação/Polícia Federal)Os policiais monitoraram e abordaram um veículo estacionado em frente ao hotel onde ocorreria a transação (Foto: Divulgação/Polícia Federal)
Os policiais monitoraram e abordaram um veículo estacionado em frente ao hotel onde ocorreria a transação (Foto: Divulgação/Polícia Federal)
Você prefere ouvir essa matéria?

A Polícia Federal flagrou, nesta quinta-feira (23), a transação de sete aves das espécies Arara Azul, Arara Canindé e Papagaio, em frente um hotel em Passo Fundo.

A ação teve início com o recebimento de informações pela Polícia Federal em Porto Alegre, que acionou a delegacia de Passo Fundo para diligências. Os policiais monitoraram e abordaram um veículo estacionado em frente ao hotel onde ocorreria a transação. Os animais estavam acondicionados em caixas, no porta-malas e no banco traseiro de um automóvel. Quatro pessoas que aparentemente negociavam as aves foram conduzidas à Polícia Federal após apresentarem suposta documentação de regularidade dos animais.

Na unidade da Polícia Federal, a documentação apresentada foi checada junto ao IBAMA, que constatou a irregularidade nos documentos, resultando na prisão em flagrante dos quatro indivíduos envolvidos na transação dos animais silvestres da Fauna Nativa Brasileira.

Os presos, três homens e uma mulher, foram indiciados por crimes contra a fauna (art. 29, §1º, inciso III, da Lei nº 9.605/98) e falsificação do selo ou sinal público (art. 296, §1º, inciso I, do Código Penal).


Gostou? Compartilhe