Em 2021, Perimetral Sul em Passo Fundo já registrou 57 acidentes, com 13 feridos e três vítimas fatais

A última vítima foi o motociclista Fernando da Luz Carvalho, de 41 anos, que morreu na manhã de ontem (7)

Por
· 1 min de leitura
O acidente que vitimou Fernando ocorreu nas proximidades do trevo da Roselândia (Foto: Luciano Breitkreitz/ON)O acidente que vitimou Fernando ocorreu nas proximidades do trevo da Roselândia (Foto: Luciano Breitkreitz/ON)
O acidente que vitimou Fernando ocorreu nas proximidades do trevo da Roselândia (Foto: Luciano Breitkreitz/ON)
Você prefere ouvir essa matéria?

O motociclista Fernando da Luz Carvalho, de 41 anos, morreu na manhã de ontem (7), após bater contra um automóvel na Perimetral Sul, nas proximidades do trevo da Roselândia. O acidente aconteceu pro volta das 09h30min e envolveu uma motocicleta BMW e um automóvel Voyage, ambos com placas de Passo Fundo.

Os veículos transitavam em sentidos opostos e, segundo informações colhidas no local do acidente, o condutor do veículo tentou fazer uma conversão para acessar uma estrada secundária, quando foi atingido pela motocicleta. 

Equipes do Corpo de Bombeiros e do Samu foram acionados para atender a ocorrência, mas ao chegar no local, constataram que Fernando já estava sem vida. O automóvel era conduzido por um homem de 76 anos, que teve ferimentos leves, e precisou ser conduzidos ao hospital para atendimento médico.

A rodovia ficou interrompida nos dois sentidos por mais de duas horas, até que o trabalho pericial do IGP e Polícia Civil fosse concluído. O trânsito foi desviado para ruas próximas. 

A ocorrência registrada na manhã de ontem, foi muito próximo de outro acidente fatal que aconteceu há aproximadamente 40 dias. No dia 31 de agosto uma colisão frontal entre dois veículos tirou a vida da professora Maristela Fernandes Nery, 61 anos, e de Alfredo Bussolotto, 85 anos.

 

Estatística

Dados do Batalhão Rodoviário da Brigada Militar mostram que somente na Perimetral Sul, entre o Trevo da Caravela e o Ricci, foram registrados 57 acidentes, com 13 feridos e três vítimas fatais no ano de 2021.

O trecho é considerado de alta periculosidade pelos policiais pois é uma rodovia englobada pelo desenvolvimento da cidade. O comandante do 1º BRBM, major Marcelo Scapin Rovani, alerta para que os motoristas tenham um cuidado redobrado neste trecho, pois muitos dirigem pela rodovia como se ela fosse uma via urbana. “Uma rodovia demanda muito mais atenção e prudência, por conta da alta velocidade empreendida”, disse ele. O comandante comenta que muitas ocorrências acontecem em locais de ampla visibilidade, porém, os motoristas, ao tentar fazer uma conversão, não calculam com a velocidade dos veículos que estão transitando na rodovia, resultando em acidentes.

Além da imprudência, outros fatores são apontados como agravantes para o alto índice de acidentes no trecho, como falta de atenção e atenção ao dirigir e falta de atenção com a sinalização. 

Gostou? Compartilhe