Cáritas Paroquial de Tapejara é beneficiada por projeto do FDS

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

A fim de aprimorar o trabalho desenvolvido pela Cáritas Paroquial de Tapejara, o Fundo de Solidariedade da Arquidiocese (FDS) realizou na última quinta-feira (18) o repasse do projeto “Costuras e Aproveitamentos”. Durante o ato de entrega dos recursos previstos pelo projeto, Luiz Costella, coordenador da Cáritas Arquidiocesana e representante da entidade no Conselho do FDS destacou que este é o 155º projeto apoiado desde o início do Fundo, em 2000. Apenas em 2012 já foram aprovadas 13 iniciativas, nas áreas de educação e formação para a solidariedade, geração de renda, saúde alternativa e preventiva, resgate da dignidade humana, população em situação de exclusão e meio ambiente e reciclagem.
O apoio do Fundo ao grupo se dá especialmente na aquisição de uma máquina de costura galoneira industrial e de utensílios de costura, a fim de que as voluntárias da Cáritas Paroquial possam confeccionar e reformar roupas para doação e para comercialização, na busca de recursos para o auxílio à famílias em vulnerabilidade social do município.

Leonice Bolsonello, coordenadora da Cáritas na Paróquia, explica que os trabalhos desenvolvidos são especialmente a arrecadação de roupas, alimentos e retalhos, tudo para atender as famílias em vulnerabilidade social no município. “Vamos utilizar o recurso do fundo para a confecção das roupas, que são doadas para as famílias que necessitam. Já para quem tem condições de comprar os produtos, nós cobramos um pequeno valor, que depois revertemos em benefícios para as famílias necessitadas, na forma de alimentos, medicamentos, gás, água e luz”, acrescenta Leonice.

A Cáritas Paroquial do município mantém também um convênio com a Coopervita, cooperativa de produção de alimentos que, com recursos da CONAB (PAA), destina 120 sacolas básicas mensais para famílias de três bairros de Tapejara. Todas as famílias atendidas por este programa e por outras ações desenvolvidas pela Cáritas são visitadas e acompanhadas pelo grupo de voluntários, que também incentiva que as pessoas participem de grupos comunitários para promoção da cidadania.

Atualmente são mais de 30 pessoas voluntárias envolvidas nas ações desenvolvidas pelo grupo. “Todas as pessoas aqui trabalham com muito amor, com muito carinho e com muito gosto, já que se sentem bem em fazer isso. Encontram aqui uma força e uma valorização, especialmente ao ver que sempre existem pessoas em situações piores que as suas”, relata a coordenadora. A entrega dos recursos foi acompanhada também pela equipe de missionários da Igreja Irmã de Balsas, no Maranhão, que estão visitando a Arquidiocese de Passo Fundo deste o último sábado, até segunda-feira (22).

Gostou? Compartilhe