Associação dos municípios alerta sobre momento “sensível” da pandemia na região

Ao todo, a região tem mais de 46,5 mil casos confirmados do novo coronavírus

Por
· 2 min de leitura
O pedido é que sejam redobrados os cuidados básicos para evitar a contaminação (Foto: Agência Brasil)O pedido é que sejam redobrados os cuidados básicos para evitar a contaminação (Foto: Agência Brasil)
O pedido é que sejam redobrados os cuidados básicos para evitar a contaminação (Foto: Agência Brasil)
Você prefere ouvir essa matéria?

Um comunicado emitido pela Associação dos Municípios do Planalto (AMPLA) nesta quarta-feira (17) alerta para o momento da pandemia na região Covid-19 de Passo Fundo. “[...] preocupada com o andamento da pandemia no Estado vem a público informar que a região de Passo Fundo, composta por 62 cidades, está passando por outro momento sensível com relação à Covid”, diz a nota.

“O que nos levou a emitir essa nota foi o aumento do número de contaminados e o agravamento do sistema de saúde. Somado a isso, as aglomerações durante o carnaval. Isso nos levou a deliberar e emitir essa nota, pedindo que as cidades e que os gestores tomem cuidados e reforcem os pedidos”, explicou o presidente da associação e prefeito de Marau, Iura Kurtz.

O pedido é que sejam redobrados os cuidados básicos para evitar a contaminação, como uso de máscara e álcool em gel, medição de temperatura, manutenção de ambientes ventilados e “evitar toda e qualquer categoria de aglomeração”. “É um sinal de alerta pedindo que os gestores intensifiquem suas campanhas de cuidados. Esse é o objetivo da nota, não estamos propondo restrições ainda”, ressalta Iura. Também é recomendado que seja intensificada a fiscalização dos protocolos.

O prefeito de Marau, Iura Kurtz, afirma que o agravamento das internações preocupa (Foto: Divulgação/ON)

“O risco, em função do aumento de casos, é que a gente tenha problemas com o sistema de saúde, com a capacidade do sistema”, explica o presidente. A região oeste de Santa Catarina chegou nesta semana ao colapso do seu sistema de saúde, com falta de leitos. A situação preocupa especialmente a região de Erechim, pela proximidade, mas também Passo Fundo. “Tem nos preocupado, por isso estamos emitindo a nota, também percebemos nas últimas semanas um agravamento das internações e número de casos”, ressalta Iura.

Dados

A região Covid-19 de Passo Fundo está com 83,9% dos leitos UTI Adulto ocupados, sendo que 43,1% dos pacientes são Covid-19 e 2,3% têm suspeita da doença. A ocupação de leitos Covid-19 fora de UTI Adulto é de 50,1%. Ambos os índices de ocupação vêm crescendo e chegaram ao maior patamar desde 04 de fevereiro. 

Ao todo, a região tem mais de 46,5 mil casos confirmados do novo coronavírus e 656 óbitos. Passo Fundo ultrapassou nesta quinta-feira (18) a marca de 18 mil casos confirmados do coronavírus. O número de casos ativos subiu para 881. A cidade não registrou novos óbitos e segue em 272 vítimas da Covid-19.

O número de pacientes hospitalizados saltou para 130. Desses, 43 pacientes estão em UTI e 87 em leitos clínicos. O índice de ocupação das UTIs na cidade é de 84,7%, sendo que 37,1% dos pacientes são Covid-19. A ocupação em leitos Covid-19 fora de UTI chegou a 71,8%. Ambos os índices também são os maiores desde 04 de fevereiro, de acordo com a Secretaria Estadual da Saúde.

Gostou? Compartilhe