Reunião da Amzop debate pandemia e obras asfálticas

Por
· 3 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Os prefeitos da Associação dos Municípios da Zona da Produção (Amzop) se reuniram, de forma virtual, na manhã desta sexta-feira,11. No encontro conduzido pelo presidente da entidade, prefeito de São Pedro das Missões, Antônio Ferreira da Silva foram abordados vários assuntos de interesse comum dos municípios, entre os quais o Plano Regional de Combate ao Covid-19 e as obras de asfaltamento de acessos asfálticos e melhorias de rodovias da região.

A pandemia do Covid-19 foi o tema que foi alvo de maior debate e preocupação por parte dos gestores públicos, diante do agravamento da situação e lotação de leitos de UTIs e leitos clínicos nos hospitais de referência – HDP de Frederico Westphalen e Hospital de Caridade de Palmeira das Missões.

No final do encontro os prefeitos aprovaram o Plano de Ação com medidas a serem implementadas pelos gestores no combate ao coronavírus. “Cada prefeito vai readequar protocolos conforme a sua realidade em relação ao coronavírus”, observa.

As direções dos dois hospitais relataram que está havendo lotação das UTIs e leitos clínicos com pacientes afetados pelo coronavírus. Pelo HDP se manifestou a diretora Roselei Enderle e pelo Hospital de Palmeira das Missões, o presidente Régis Lorenzoni e o administrador, Sérgio Blunk. As direções das casas de saúde relataram a grave situação financeira das instituições, por conta do aumento do número de pessoas atendidas e a reduzida soma de recursos destinadas governo estadual e federal.

A diretora do Hospital Divina Providência (HDP) de Frederico Westphalen, Roselei Enderle informou que o governo federal repassa R$ 93 mil para manter os serviços da UTI, enquanto que o custo mensal para manter a estrutura chega a R$ 600 mil. “Se não ocorrer aporte de recursos financeiros por parte dos governos municipal, estadual e federal não teremos como manter em funcionamento a UTI e as próprias atividades da casa de saúde”. Afirmou que, da forma como está aumentando a despesa, com elevado custos dos medicamentos e equipamentos não haverá condições de manter as atividades já no próximo mês de setembro.

As direções dos hospitais HDP e Caridade (Palmeira das Missões) apelaram aos prefeitos, além da destinação de mais recursos para as duas casas de saúde, a realização de campanhas e ações que visem reduzir a disseminação do Covid-19. Citam que aumentando o número de pessoas contaminadas, cresce a utilização de leitos e gastos ainda maiores, agravando a realidade econômica dos hospitais.

O assessor jurídico da prefeitura de Frederico Westphalen, Jonathan Carvalho -representantes do Comitê Regional Covid-19 - relatou as ações que visam controlar o Covid-19. Haverá, novamente, ações de fiscalização e campanhas que envolvam CDS, ACIs e Sindilojas a fim de garantir o controle da pandemia. As medidas que são adotadas levam em conta que nas últimas foi registrada uma elevação especialmente nos casos de pessoas contaminadas e também de internações nos hospitais, Hospital Divina Providência (HDP) de Frederico Westphalen e Hospital de Caridade (HC) de Palmeira das Missões (região da Amzop), bem como no Hospital Santo Antônio (HSA) de Tenente Portela e Hospital de Caridade (HC) de Três Passos (região da Amuceleiro). O principal foco é respeitar os protocolos definidos pelos Decretos municipais, quanto às aglomerações, uso de máscara e álcool gel.

O presidente da Amzop disse que cabe aos municípios tomar medidas mais restritivas, dentro da sua realidade, em relação aos casos de Covid-19. “A Amzop estará apoiando os municípios e até quando necessário tomar medidas mais enérgicas e restritivas a fim de controlar a pandemia”, afirmou.

 

Obras asfálticas

Na primeira parte da assembleia o secretário adjunto da Secretaria dos Transportes, Gustavo de Souza, detalhou programa Avançar, anunciado pelo governador Eduardo Leite nesta semana. Citou os trechos de rodovias entre municípios que serão pavimentadas ou recuperadas. As obras serão executadas neste ano, a partir do mês de setembro e no decorrer do ano de 2002.

O presidente da Amzop destacou a importância das obras e ações anunciadas pelo Governador e que favorecem a região.

Segundo o presidente da associação, Antônio Ferreira da Silva, prefeito de São Pedro das Missões a região é a que possui o maior número de municípios sem acesso asfáltico. “É um anúncio importante, pois nossa região foi contemplada com 25% do total das obras incluídas no pacote pelo Governo do Estado”, disse.

Os trabalhos tiveram o assessoramento do Secretário Executivo da Amzop, Edinaldo Rupullo e da secretária Jane dos Anjos.


Gostou? Compartilhe