Redução de riscos em cirurgias plásticas

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Depois de mais uma morte em janeiro, durante uma cirurgia de lipoaspiração, o Conselho Federal de Medicina anunciou a elaboração de um novo protocolo de segurança para cirurgia plástica.

Entre as principais resoluções do documento, que foi preparado pela SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica), estão a realização de exames pré-operatórios, a definição de um tempo máximo para o procedimento, a restrição do número de cirurgias feitas de uma só vez e a definição do tipo de anestesia indicado para cada procedimento.

No entanto, um dos maiores problemas enfrentados pela SBCP, e pela população, é a falta de exigência de capacitação médica para realização de procedimentos estéticos. Não há lei que impeça que um médico de outra especialidade faça uma cirurgia plástica.

Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica / Divulgação: Graffo Notícias Infográficas

Gostou? Compartilhe