Comitê Popular emite nota sobre agravamento da pandemia

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?



Confira a nota na íntegra



NOTA PÚBLICA: POR PROTEÇÃO À VIDA!

Situação “sinistra” exige medidas drásticas!

O Comitê Popular por Saúde, Democracia e Direitos de Passo Fundo manifesta preocupação com o agravamento da pandemia e com as medidas adotadas para seu enfrentamento. 

O Plano Estruturado de Prevenção e Enfrentamento à Epidemia do Novo Coronavirus , aprovado pelas associações dos Municípios da região norte no final de semana último diagnostica que “os ‘dados epidemiológicos’ que geram os indicadores estão apontando que a região está vivendo uma forte onda de contaminação e vai levar o sistema de saúde a um ‘colapso’. Com isso, ações enérgicas e emergenciais devem ser tomadas para evitar o cenário anunciado” (p. 7, grifo no original). Enfatiza que “o aumento de hospitalizações Covid em leitos clínicos e em UTI levam para projeção ‘sinistra’ de crescimento considerável nos óbitos nas próximas semanas, principalmente, se a capacidade de atendimento das regiões estiver saturada” (p. 14, grifo no original). O referido Plano visa a cogestão com o governo do Estado.

As medidas adotadas, no entanto, não atendem e, inclusive, contradizem o diagnóstico, visto que são menos rigorosas em relação às que foram adotadas nas semanas anteriores, trabalhando largamente para a flexibilização. Uma das principais posturas de enfrentamento é exatamente a coerência e a coesão a respeito das ações. Orientações e práticas contraditórias são terreno fértil para que a efetividade das medidas não atinja os resultados necessários. 

Lamentável que tenhamos que chamar este plano de modo jocoso: plano do tipo quero-quero às avessas, porque canta longe do ninho, mas, infelizmente, não para promover a proteção e sim para a promoção do contrário, da desproteção e do aumento do risco. 

Conclamamos as autoridades para que assumam a responsabilidade pública, jurídica, inclusive penal, e política necessárias para que o enfrentamento da pandemia seja consistente, coerente e efetivamente produza os resultados de proteção da vida necessários e prioritários. Salvar a vida é indiscutível e nunca relativizável. 


Passo Fundo, 25 de março de 2021

Comitê Popular por Saúde, Democracia e Direitos

 


Gostou? Compartilhe