MEDICINA & SAÚDE - A atividade física é sempre importante para a saúde

A Organização Mundial da Saúde recomenda 150 minutos de atividade física por semana

Por
· 1 min de leitura
Diante da orientação para que as pessoas fiquem em casa é necessário incentivar a manutenção de uma rotina de vida fisicamente ativa (Foto – Stocksnap-CCO)Diante da orientação para que as pessoas fiquem em casa é necessário incentivar a manutenção de uma rotina de vida fisicamente ativa (Foto – Stocksnap-CCO)
Diante da orientação para que as pessoas fiquem em casa é necessário incentivar a manutenção de uma rotina de vida fisicamente ativa (Foto – Stocksnap-CCO)
Você prefere ouvir essa matéria?


A prática da atividade física é de extrema importância para qualquer pessoa, possuindo problemas de saúde ou não. Conforme a médica clínica geral do corpo clínico do Hospital São Vicente de Paulo de Passo Fundo, Dra. Glaucia Sarturi Tres, em crianças e adolescentes a atividade física é fundamental para o desenvolvimento físico e mental e nos adultos tem grande relevância no aspecto cardiovascular. Nos idosos, além dos benefícios cardiovasculares, é importante para a manutenção da massa magra, ajudando na prevenção e tratamento da sarcopenia, que é o processo natural e progressivo de perda de massa muscular.


Recomendação

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda 150 minutos de atividade física por semana ou 30 minutos por dia durante cinco dias da semana, para adultos saudáveis e assintomáticos. Glaucia destaca que o importante é o indivíduo buscar uma atividade física que goste e tenha prazer em realizar. "Pode ser dança, caminhada, corrida, pilates, entre outras. O ideal é procurar orientação de um profissional para a prática de exercício, a fim de garantir maior segurança", recomenda a profissional.


Base para tratamentos 

Outro aspecto salientado pela médica é a hidratação, bem como o uso de roupas e calçados apropriados para a realização de atividades físicas. "Durante a pandemia o ideal é manter um estilo de vida fisicamente ativo em ambiente domiciliar, pois o exercício é um excelente remédio não só para o corpo, mas também para a mente". Segundo a médica, a atividade física é um dos pilares do tratamento de várias doenças que têm como fator de risco o sedentarismo. "As principais são: obesidade, diabete mellitus, hipertensão arterial sistêmica e a dislipidemia", explica. Ainda, Glaucia ressalta que é importante que todo indivíduo procure orientação médica na presença de sinais de desconforto na realização de exercício físico, como dor no peito e falta de ar.


Importância na pandemia

Nesse momento de pandemia, a atividade física se tornou ainda mais importante, pois além de ser fundamental para a saúde do nosso corpo, também é essencial para a saúde da nossa mente. "Diante da orientação para que as pessoas fiquem em casa é necessário incentivar a manutenção de uma rotina de vida fisicamente ativa. O sedentarismo é prejudicial para nosso sistema imunológico, favorece ganho de peso, aumento da pressão arterial, da glicose e das gorduras no sangue, e com isso, aumentando o risco para doenças cardiovasculares e metabólicas, como a hipertensão arterial e o diabetes, os quais estão associados ao pior prognóstico em pacientes acometidos pela Covid-19", destaca a médica.


Gostou? Compartilhe