Passo Fundo pede que municípios da região ampliem ações de prevenção contra o coronavírus

A AMPLA se reuniu após a região de Passo Fundo ter recebido o indicador de Alerta

Por
· 1 min de leitura
a Prefeitura reiterou a necessidade de que cada cidade ampliar ações de prevenção (Foto: Divulgação PMPF/Arquivo)a Prefeitura reiterou a necessidade de que cada cidade ampliar ações de prevenção (Foto: Divulgação PMPF/Arquivo)
a Prefeitura reiterou a necessidade de que cada cidade ampliar ações de prevenção (Foto: Divulgação PMPF/Arquivo)
Você prefere ouvir essa matéria?

A Associação dos Municípios do Planalto (AMPLA) se reuniu hoje (19) após a região de Passo Fundo ter recebido o indicador de Alerta pelo governo estadual, dentro do novo sistema de monitoramento da pandemia. Na reunião foram discutidas medidas regionais que deverão ser apresentadas ao Gabinete de Crise, nesta quinta-feira (20), visando a adoção de protocolos capazes de minimizar os efeitos da elevação dos casos positivos de Covid-19 nestas 62 localidades.

Maior município em número de habitantes da região, Passo Fundo concentra também os dois maiores hospitais regionais de referência para pacientes sintomáticos de Covid-19. Por isso, durante a reunião, a Prefeitura reiterou aos demais gestores públicos a necessidade de que cada cidade amplie e reforce suas ações de prevenção contra o Coronavírus buscando a redução da velocidade de transmissão viral.

“Foi um diálogo importante para que cada município pudesse expor a sua realidade e relatar quais ações estão sendo tomadas. A partir disso, a AMPLA fará um documento contendo as medidas concretas que serão postas em prática já nos próximos dias”, explicou o vice-prefeito, João Pedro Nunes.

Na reunião também foram instalados os comitês previstos no decreto Estadual para o acompanhamento das medidas de mitigação do vírus. “São etapas que precisam ser cumpridas para ajustes técnicos e de informações entre as regiões e o Estado. Agora, nesta quinta-feira, a AMPLA apresenta o documento construído de forma coletiva ao Gabinete de Crise estadual”, explicou o Procurador-Geral do Município, Adolfo de Freitas, complementando que a partir do aceite das providências por parte do Estado, novas medidas serão implementadas com a finalidade de evitar um novo colapso do sistema hospitalar. “Essa é uma preocupação manifestada pelo prefeito Pedro Almeida, que está em Brasília tratando de assuntos de interesse da cidade. Os hospitais já registram um aumento na ocupação e nós precisamos da colaboração de todas as prefeituras”.

Em Brasília para apresentar projetos de captação de recursos, o prefeito reiterou que as novas medidas de monitoramento da pandemia determinadas pelo Estado precisam ser acompanhadas de responsabilidade individual de cada cidadão. “Isso vale para todos os municípios. Precisamos trabalhar juntos em ações de prevenção, conscientização e fiscalização para evitarmos um novo agravamento dos casos e a superlotação das casas de saúde. O enfrentamento da pandemia é uma tarefa coletiva”, disse ele.

Gostou? Compartilhe