Vacinação contra a gripe registra baixa procura e cobertura vacinal em Passo Fundo é de 36,4%

Terceira fase da campanha contra a gripe começa hoje com novos grupos

Por
· 2 min de leitura
A campanha foi iniciada em 12 de abril em todo o país (Foto: Arquivo/ON)A campanha foi iniciada em 12 de abril em todo o país (Foto: Arquivo/ON)
A campanha foi iniciada em 12 de abril em todo o país (Foto: Arquivo/ON)
Você prefere ouvir essa matéria?

Enquanto muitos aguardam pela vacina da Covid-19, a vacinação contra a gripe registra baixa adesão em todo o país. A segunda fase da campanha foi encerrada ontem (08). Em Passo Fundo, a meta era vacinar mais de 84,5 mil pessoas e apenas 30.842 doses foram aplicadas. A cobertura vacinal no município é de 36,4%, conforme o painel do Ministério da Saúde na terça-feira (08).

Ainda assim, a cobertura é superior à do estado, que chegou a 31% e do país, que ficou em 28,8%. A campanha foi iniciada em 12 de abril em todo o país. “Os vírus da gripe sofrem mutação e, por isso, a vacinação anual é necessária, já que as vacinas vêm com as cepas que mais estão circulando. A vacinação é a forma mais eficaz de prevenção dos casos graves da Influenza”, explica a secretária de Saúde, Cristine Pilati. 

O grupo com maior cobertura vacinal são os povos indígenas, que chegaram a 89,3% de vacinados com 191 doses aplicadas. Em seguida estão os trabalhadores da saúde, com 6.812 vacinados. Ainda assim, a cobertura é de apenas 65,2% neste grupo. Em relação às puérperas, a cobertura é de 58,6%. 

Nos demais grupos, a cobertura vacinal não chegou a 50%. É o caso das crianças de seis meses a seis anos incompletos. Foram vacinadas 7.383, o que representa 49,3% do grupo. Também foram vacinadas 47,5% das gestantes. O grupo com maior número de vacinados é o de idosos, com mais de 14,2 mil doses aplicadas. No entanto, isso representa apenas 41,6% dos idosos. O grupo com menor cobertura vacinal é o dos professores, já que somente 28,6% foram vacinados.

Terceira fase

Hoje (9) começa a terceira etapa de vacinação contra a gripe. Agora também podem se vacinar pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário, forças de segurança e salvamento, forças armadas, funcionários e pessoas do sistema de privação de liberdade e jovens sob medidas socioeducativas.

Pessoas que pertencem aos grupos das fases anteriores que ainda não foram vacinadas podem procurar uma das unidades de saúde que estão realizando a vacina. “O município recebeu o quantitativo relacionado com a meta e pretende ampliar a cobertura de todos os grupos”, enfatiza Cristine Pilati.

Covid-19

A orientação é que quem realizou a vacina contra a Covid-19 aguarde 14 dias para receber a da Influenza. Não há estudos científicos sobre a coadministração das duas vacinas.

Documentos

Para a vacinação, são exigidos documentos que comprovem a inserção nos grupos prioritários. Já a vacinação das pessoas com privação de liberdade e adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas será estruturada pela Secretaria Municipal de Saúde.

  • aos trabalhadores da segurança e do salvamento e das forças armadas, caminhoneiros, profissionais do transporte coletivo rodoviário, profissionais da saúde e professores, será solicitado um documento que evidencie a vinculação ativa ao serviço;
  • As pessoas com comorbidades devem portar atestado médico ou prescrição médica atualizada;
  • para pessoas com deficiência será considerada a deficiência autodeclarada;
  • crianças precisam ter junto o cartão da criança;
  • gestantes poderão ser vacinadas mediante a apresentação da carteirinha de acompanhamento da gestação e puérperas da certidão de nascimento da criança.

Locais de vacinação

  • Ambulatório São José e Ambulatório São Luiz Gonzaga, das 8h às 11h30 e das 13h às 16h30
  • ESF Nenê Graeff, ESF Zachia, ESF Donária/Santa Marta, ESF Adolfo Groth, ESF Adriana Lírio, ESF Caic Edu Azambuja, ESF Ivo Ferreira, ESF Jardim América, ESF Mattos, ESF Planaltina, ESF São Cristóvão, ESF Valinhos, ESF Vila Ricci, ESF Jaboticabal, das 8h às 11h30 e das 13h às 16h30;
  • Ambulatório de Especialidades, Cais Hípica e Cais Vila Luíza, das 8h às 18h;
  • UBS Vila Nova/Santa Maria, UBS Parque Farroupilha, UBS Adirbal Corralo e UBS Jerônimo Coelho, das 8h às 11h30 e das 13h às 16h30
  • As crianças também podem ser vacinas na Central de Vacinas, das 8h às 18h
Gostou? Compartilhe