Desconto na conta da luz será maior que o prometido

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Foi confirmado, nesta quarta-feira, pelo diretor da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), Romeu Rufino, que a redução nas contas de luz de residências e indústrias ficará acima do percentual anunciado pelo governo em setembro do ano passado.

Segundo informações, a presidente Dilma Rousseff anunciará hoje, em rede nacional, o corte nas tarifas de energia.

Os consumidores residenciais podem comemorar a queda que deve ser de 18%. Já para as indústrias será de até 32%. Em 2012, o governo havia falado em redução de 16,2% e 28%, respectivamente.

O anúncio dos novos percentuais deve ser feito pela presidente Dilma Rousseff em pronunciamento em rede nacional. No pronunciamento, a presidente deve responder às inúmeras críticas feitas esse ano. As novas tarifas passam a valer a partir de 5 de fevereiro.

De acordo com Rufino, o corte maior no preço da energia será possível por causa de um aumento do aporte de recursos do Tesouro Nacional. O Ministério da Fazenda já tinha anunciado que o Tesouro Nacional gastará de R$ 2 bilhões a R$ 3 bilhões adicionais para assegurar a redução nas tarifas de energia.

 

Gostou? Compartilhe